logotipo da VistoRápido Atendemos em todo Brasil, contrate-nos!
ligação gratuita Ligue agora (0800)033-8477
entre em contato com visto rapido Email contato@vistorapido.com

Dicas Para Entrevista de Visto Para os EUA

Olá leitores da VistoRápido,
Após o artigo que fala sobre as principais causas de rejeição do visto. Neste tutorial abordaremos um tema bem interessante relacionado à tão temida entrevista de visto americano com dicas de comportamento e mostraremos também as perguntas mais comuns feitas pelos agentes.

Entrevista-de-visto-para-os-eua-dicas

Depois de ter realizado todo o processo conforme explicamos no post como tirar visto americano chegou o dia de comparecer no consulado para fazer uma entrevista com agente consular. Antes você deve saber que ao contrario de uma entrevista de emprego, a entrevista para visto exige um pouco mais de atenção, pois ela é rápida e o resultado será dito pelo entrevistador logo após as perguntas.
Não existe segredo ou critério para conseguir o visto americano, a decisão do agente consular de negar ou conceder o visto vai depender das intenções e perfil do solicitante onde terá que provar que tem fortes vínculos com o Brasil e que não tenha intenções de morar lá. Exemplo, se você estiver aplicando para o visto de turista e estiver cursando uma faculdade, isso prova que após ir aos EUA você terá que voltar então acaba facilitando a decisão do entrevistador

Perguntas Comuns na Entrevista

Geralmente a entrevista é rápida com duração media de cinco minutos, e as perguntas sempre são curtas e simples, veja abaixo as perguntas mais comuns na entrevista;
Qual sua idade?
Qual sua renda?
Qual sua profissão
O que seus Pais fazem?
Para onde vai?
Quem Esta pagando sua viagem?

Como se Comportar e o Que Responder

Chegou a hora do momento mais importante de todo o processo e espero que estas dicas ajudem você em sua solicitação. Primeiramente vamos falar no que se vestir porque muitas pessoas exageram para passar uma boa imagem, recomendamos ir bem vestido, bem arrumado, vista a melhor roupa que fica bem em você sem exagerar, aquela que você se sinta confortável.
Vamos resumir aqui as principais dicas para entrevista.

Não Fique nervoso – Nem precisa falar muito né, alias não ficar nervoso vale para qualquer tipo de entrevista.
Respostas curtas – Jamais fica detalhando quando for responder, se o agente perguntar para onde vai, responda sem ficar simplificando.
Não faça gestos e nem olhe para os lados – O entrevistador pode pensar que você esta nervoso e isso não passa confiança
Não minta – Pois quando pessoas mentem, elas demostram sinais de nervosismo e se os agentes perceberem, já era. Além disso, você pode correr o risco de ter futuros problemas para conseguir o visto ou entrar nos Estados Unidos.
Mostre os documentos apenas se for solicitado – Garanto que se você seguir os quatro passos acima, o agente nem te pedirá documentos, e recomendo mostrar apenas se for solicitado.

Alguns agentes iniciam a entrevista de forma simpática, ou ate com brincadeiras, mas mesmo assim saiba dos seus limites, quando ele fizer a primeira pergunta onde no geral são as que colocamos acima, responda com segurança sem alterar o tom da voz, seja calmo e coerente, pois será neste momento que você deverá passar confiança.
Não pense que só porque você faz faculdade e tem uma renda alta significa que conseguirá o visto, todos os dias há casos de pessoas deste perfil tendo seus vistos negados, e de pessoas desempregadas tendo seus vistos concedidos, então o fator principal é convencer o entrevistador consular.
Aplique as dicas acima na sua entrevista e garanto que a ultima coisa que você ouvirá do agente consular será “Visto Concedido”.

Dúvidas? Faça sua pergunta em nosso fórum sobre visto americano
Abraço e boa sorte!

Curte ou Compartilha!

378 Comentários

  1. Sérgio Lucky disse:

    Também gostaria de compartilhar minha experiência com relação a minha aprovação dia 26/11/2014.
    Cheguei no consulado 1:30 hs antes do horário marcado, ou seja 08:30 da manhã, e apesar da fila contendo toda a torcida do Corinthians e do Flamengo juntas…rsrs…eu saí do consulado exatamente às 11:00s, mas fiquei todo esse tempo em pé, com minha esposa e filha de 7 anos.
    Por se tratar de uma entrevista sugiro irem bem vestidos mas com calçado confortável.
    Resumindo, na minha vez foi o mais rápida de todos na fila.
    Entrevistador: Bom dia !
    R.: Bom dia Senhor,
    Entrevistador: Para onde pretende ir ?
    R: Para a Disney (preferi enfatizar a Disney do que a Cidade de Orlando).
    Entrevistador: Já fez alguma viagem internacional ?
    R: Essa é a primeira vez.
    Entrevistador: O que faz aqui no Brasil ?
    R: Temos alguns comércios no ABC e SP
    Entrevistador: Ahhhh… (fez com a cabeça sinal de sim)
    O Entrevistador pediu a confirmação de nossas digitais.
    Entrevistador: Visto Aprovado.
    Tempo total: 2 minutos.
    Não fizeram perguntas a minha esposa, tão pouco a minha filha.
    Meu parecer…acredito que 99% para obtenção do visto é conseguir “provar” que há vínculos fortes aqui no Brasil, o restante é você ficar tranqüilo….com relação a isso achei muito fácil não é nenhum bicho de 7 cabeças !!!!
    Curiosidade e Cuidado !!!!…uma pessoa ficou trocando a todo minuto de fila na hora da entrevista, o orientador da fila disse: olha permaneça em apenas numa fila, se não sabe, vc já está sendo avaliado desde sua entrada no consulado….há câmeras em todo local.
    Mais dicas…
    Não adianta tentar entrar com aparelhos eletrônicos, principalmente celular…mesmo desligado.
    Só leve uma pasta contendo os documentos exigidos e os de comprovação de vínculos com o Brasil….
    Como já disse, vá com calçado confortável, leve consigo “TODOS” os documentos que comprovem seu vínculo com o Brasil…até extrato de poupança serve, carnê do carro, extrato de banco, documento de financiamento imobiliário, crachá da empresa, carteira de trabalho, contrato social e etc…etc…etc…(pode levar o original, eles não ficam com nada no consulado).
    Não minta, eles conseguem verificar seus dados através de repartições do governo brasileiro.
    Boa sorte a todos

  2. Gustavo disse:

    Pessoal que esta para tirar o visto: relaxem, é tudo muito tranquilo! Tirei antes de ontem, no casv onde colhem as digitais eu tinha horario pra 13:40 cheguei 11 e ja consegui ser atendido.. E no consulado era as 10;45 e era 10:37 eu ja tava liberado, sim muito rapido, eles sao muito eficientes. Enfim, nao mintam eles sabem tudo… Boa sorte a todos! Levou tudo 2 minutos

  3. Marina disse:

    gente, alguém sabe como que eh a entrevista para visto estudantil?

  4. Fernando disse:

    Olá pessoal, fui hoje 05/12/2014 no Consulado em SP e meu visto F-1 de estudante foi aprovado Graças à DEUS!!!!!

    Bom, para quem ler isso aqui vou dar, (ao meu ver), a dica mais importante de todas e que também têm aqui nesse site, que é: CONFIANÇA, CONFIANÇA e mais CONFIANÇA!

    E quando eu digo “CONFIANÇA” digo para você ir preparado(a), respondendo com assertividade o que lhe for perguntado!

    Duas pessoas que estavam na minha frente tentando o visto de turista tiveram o visto negado, o primeiro rapaz não lembrava o nome da cidade que ele iria! Como o Agente vai aprovar um visto assim??????

    A segunda foi uma moça, ela estava tentando pela segunda vez, o agente perguntou o que tinha mudado da primeira aplicação para cá, pois ele não via nada de diferente no DS-160! Por isso quem for pela segunda ou mais vezes esteja preparado para responder essa pergunta com firmeza e assertividade!

    Outras dicas importantes que também estão aqui nesse site e digo que são ótimas:

    Vá bem vestido, mas sem exageros que saem do seu normal;

    Por mais díficil que seja tente manter a calma e o foco, não preste atenção nos guichês ao lado enquanto estiver na fila, preste atenção tão somente no agente do (seu) guichê e nada mais, pois ele deve repetir para você as mesmas perguntas que terá feito para os outros, então ouça e veja o que ele estará perguntando para os que estarão na sua frente;

    Vá bem preparado, isso te dá a CONFIANÇA necessária, saiba para onde você vai, quando pretende ir, quando pretende voltar, com quem você vai, porque você vai para o Estado que você vai, quem vai pagar a sua viagem, com quem você mora.

    Se você responder tudo com assertividade e firmeza tenho certeza que nem irão te pedir documento algum!

    Boa sorte à todos!!!!

  5. Cicero disse:

    A entrevista é em inglês ou em português mesmo?

  6. Marcela disse:

    Minha irmã e eu estivemos hoje na embaixada para conseguir o visto. E graças a Deus nós conseguimos. Chegamos bem cedo com hora marcada para 8:00. Esperamos um pouco na fila. E passamos pelo detector de metais. Não tínhamos bolsas, relógios e muito menos celular. O segurança manda tirar o cinto e blusas de frio.
    A única coisa q aconteceu, foi q por causa da fivela da minha bota tive q tirá-la e virar de cabeça para baixo para mostrar ao segurança q não havia nada além da fivela msm. É melhor ir de sapato simples sem nada de metais ou adereços Logo depois já estávamos na fila para falar com o cônsul.
    Eu, particularmente, estava muito receosa. Sou funcionária pública porém sou isenta do imposto de renda. Como vi muitos posts pela net ressaltando como é impostante tê-lo em mãos, já bateu aquele desespero. O que eu fiz foi levar uma declaração feita por mim mesma explicando os motivos de ser isenta e citando as leis que dizem que eu poderia fazer essa declaração. Levei também o comprovante de que a minha situação no Brasil é regular e meu CPF estava em dia. Além de estratos bancários e três últimos holerites. Acabou que nem precisei mostrar nenhum dos documentos que levei. O cônsul só fez 5 perguntas:

    P:Pra onde vcs vão?
    R: Para Disney
    P:Qual a profissão?
    R:Somos funcionárias públicas
    P:O que vcs fazem nesta profissão?
    R: Cada uma explicou o que faz exatamente
    P:Grau de parentesco?
    R: Somos irmãs
    P:Qual a renda mensal?
    R: Cada uma respondeu sua renda

    Pronto! Após respondermos tudo, foram tiradas as digitais e logo depois visto concedido!
    Nós estávamos totalmente tranquilas, respostas objetivas e todo resposta dada com o olhar diretamente no cônsul, afinal, não tínhamos nada a esconder.
    Espero que ajude e boa sorte a todos!

  7. Fred Nav disse:

    Pessoal, quero agradecer a todos pelas dicas que vocês me passaram aqui no site, aos vários relatos de entrevista…. Tudo me ajudou a conseguir o meu visto, por isso quero compartilhar também a minha experiência na entrevista.
    Somos de Goiânia e fomos ao CASV de Brasília, no domingo dia 07/12/14, nosso horário estava marcado para as 15hs. Fomos em família, eu, minha esposa e seus dois irmãos (no caso meus cunhados hehe…)
    No CASV foi tranqüilo e bem rápido, chegamos uns 15 minutos antes e entramos na única fila que tinha, onde um recepcionista confirmou nosso agendamento, depois passamos pelo detector de metais (no CASV você pode levar o celular, mas tem que deixar desligado). Ficamos aguardando sentados até que outro recepcionista chamou todos que estavam marcados para as 15hs. Entramos em uma fila onde o atendente confirmou o endereço de entrega do visto e nos encaminhou para os guinches onde tiramos as fotos e coleta de impressão digital. Tudo não passou de 15 minutos.
    Na segunda-feira, 08/12/14 era o tão esperado dia da ENTREVISTA… .
    Como somos de outra cidade, dormimos na casa de um amigo que mora um pouco afastado da Embaixada Americana em Brasília. Chovia muito e pegamos muito engarrafamento no caminho, nessa hora o nervosismo tomava conta de todos nós, mas graças a Deus, conseguimos chegar com 15 minutos de antecedência. Nosso horário estava marcado para as 9:15hs.
    Quando chegamos vimos aquelas filas, e aquele tanto de pessoas… Deu aquele frio na barriga… Hehehe…
    As filas ficam debaixo de uma cobertura, que naquele dia foi muito útil, já que chovia aquela chuvinha fina que não para. Mas no nosso caso, a fila do nosso horário, já estava entrando na Embaixada, e essa fila não tem cobertura alguma, ficamos debaixo da chuva mesmo… Foi até bom que refrescamos a cabeça rssr!!! Vi muita gente bem vestida de mais, e outras bem simples.
    Todos na fila são hospitaleiros e camaradas, tinha uma mãe e uma filha na nossa frente que nos emprestaram um guarda chuva tão grande, que couberam elas e nos quatro. Trocamos algumas informações e dicas. A fila andou e entramos na recepção onde tem os detectores de metais (iguais dos aeroportos). Vi várias pessoas com celulares, pen drive, alicate de unha…. Todos tiveram que sair e guardar no guarda-volumes que fica lá na rua (e é pago). Os seguranças todos muito educados e brincalhões nos ajudaram a quebrar o gelo. Passamos sem problema algum, afinal só portávamos as roupas do corpo e a pasta de plástico com um milhão de papeis, documentos…
    Caminhamos por alguns corredores a céu aberto que parecem ser o quintal da Embaixada, tudo arrumadinho e limpinho, chegamos a um salão onde tem um recepcionista muito atencioso e carismático, ele confirmou os agendamentos e recolheu nossos passaportes.
    Sentamos em umas cadeiras que fica de frente a uma parede de vidro, onde é possível ver as cabines dos cônsules. O meu maior medo era ficar vendo e escutando as pessoas na minha frente tendo o visto negado… Isso me deixaria muito nervoso e apreensivo. Mas graças a Deus, não havia fila nenhuma, permanecemos sentados o tempo todo, e de onde estávamos não era possível ouvir nada. Um recepcionista nos chamou e nos conduziu até uma cabine (não me recordo o número) onde não tinha ninguém na nossa frente e nem ao lado, tinha outras pessoas sendo entrevistadas, mas longe de nós.
    Chegamos e o Cônsul; um homem branco que aparentava ter uns 40 anos ou menos, muito sorridente e carismático nos chamou. A cabine parece os guinches de loterias (só que mais bonitinhas), você fica em pé e um vidro blindado te separa do Cônsul. Como éramos quatro, ficou um pouco apertado, mas demos uma apertadinha e couberam todos. Na parte superior tem um alto falante onde você ouve o que o cônsul diz.
    Cônsul: Bom Dia!
    Nós: Bom Dia!
    Cônsul: Pra onde vocês vão?
    Eu: Orlando!
    Cônsul: Ok! Você faz o que?
    Eu: Sou Publicitário!
    Cônsul: Ok!.. E você, faz o que?
    Minha Esposa: Sou Estudante!
    Cônsul: Estuda o quê?
    Minha Esposa: Educação Física!
    Cônsul: Qual período ou ano que você está?
    Minha Esposa: 8º período!
    Cônsul: Então você já está quase formando?
    Minha Esposa: Sim!
    Cônsul: ok!.. E você estuda o quê?
    Cunhada: Química!
    Cônsul: Onde?
    Cunhada: na Universidade Federal de Goiás
    Cônsul: Qual período?
    Cunhada: 3º período!
    Cônsul: E você… Faz o que?
    Cunhado: Sou técnico mecatrônico e estudante de Engenharia Elétrica
    Cônsul: ok! Quem vai pagar a viagem de vocês?
    Eu: Irei pagar a minha e da minha esposa
    Cunhada: Meus pais iram pagar a minha
    Cônsul: Ok! Qual é a relação de vocês?
    Eu: Somos família…. (dei uma pausa em silêncio) Essa é minha esposa, e esse são meus cunhados!
    Cônsul: Então vocês são irmãos?
    Cunhado: Sim!
    Cônsul: Seus pais trabalham onde?
    Cunhada: São servidores públicos!
    Cônsul: Qual função?
    Cunhada: Assistentes administrativos!
    Nessa hora o cônsul ficou alguns instantes digitando no computador….
    Cônsul: OK! Coloquem a mão esquerda no leitor das digitais…..
    Cônsul: Os vistos de vocês foram aprovados, tenham uma boa viagem. Dentro de 10 dias os passaportes de vocês chegaram aos endereços que vocês informaram.
    Nós: Obrigado! Bom dia!

    Parece que foi uma eternidade mais não passou de 8 minutos de entrevista. Do momento que chegamos até a saída, o processo todo foi uns 30 minutos apenas.
    O cônsul não pediu nenhum documento, não olhou nada!
    Dicas: Por mais difícil que seja, fique calmo! Responda com convicção. Fale a verdade, e dê resposta curtas. Não fale nada a mais do que foi perguntado, e nunca mostre nenhum documento sem o cônsul ter solicitado.

    Ficou extenso meu depoimento, mas pode ter algum detalhe que ajudem vocês.

  8. Mayra disse:

    Olá pessoal. Estou querendo dar entrada no meu visto e no do meu marido e filho. Temos fortes vínculos com o Brasil, 2 carros, casa, empregos, sou professora do Estado, etc. Porém, meu pai mora lá, e não tem como eu mentir isso no formulário. Ele é legalizado. Seria mais fácil se ele emitisse carta-convite? Pois, eu vou pagar uma parte da viagem, e ele também me ajudará. Obrigada desde já!

  9. Cristiane disse:

    Nossa Fred, suas dicas foram excelente. Sou de Goiás tbm e
    minha entrevista é dia 22/12. Anotei várias dicas daqui e se
    Deus quiser terei meu visto aprovado.

  10. Ismael disse:

    Boa noite pessoal. Tenho cabelo comprido até a metade das costas. Para vocês que tem experiência, há necessidade de cortar o cabelo em virtude da boa aparência?

  11. Taciana Reis disse:

    Carta custeio para quem recebe um salario mininio,será que é valido neste caso?
    Tenho uma tia mora lá e ja possui a cidadania americano,será que levo a carta convite?

    Att

  12. Fred Nav disse:

    Olá Cristiane… Que bom que o meu relato te ajudou. Comigo também foi assim, peguei várias dicas aqui no Visto Rápido, outros blogs, YouTube…. Graças a Deus, deu tudo certo para mim. Fique confiante que vai dar tudo certo pra você também!

  13. Andre Felipe disse:

    Eu sei que nao pode justificar que temos parentesco lá, assim fica mimha duvida, como eu posso fazer nessa situacao?

  14. wellington de caster disse:

    Ola amigos adorei os comentarios, eu e minha noiva vamos nos casar em Maio, portanto estamos no processo de tirar o visto na hora da entrevista sao entrevistado os dois ou um de cada vez.

  15. Marcele disse:

    Nossa gente não e esse panico todo não! E só ir bem tranquilo! Eu tenho 27 anos não trabalho só faço faculdade tinha tudo para não conseguir! Ele só perguntou o que eu fazia, com quem eu ia viajar, para onde eu ia eu respondi tudo honestamente e deu tudo certo! Vai com certeza do que você esta falando que dá tudo certo!!!

  16. Cassio Rodrigues disse:

    Bom… o poste me ajudou muito na minha entrevista, e talvez muitos estejam na minha situação.
    Por isso vou compartilhar com vocês.
    Antes de mais nada, minha renda não é a maior do mundo, tenho um salario “mais ou menos”, acima de 2800 e abaixo de 3000.
    Porém, foi devido a um aumento que tive a pouco tempo, então, não declarava IR antes.
    Reuni o máximo de documentos possíveis, carta da empresa, da faculdade e a carta convite da minha amiga (que vai me hospedar lá). Peguei um extrato dos 3 últimos meses (torcendo para que eles não olhassem hahaha), o papel do imposto de renda (que era não tinha declarações rs) e 2 holerites (com o salário atual depois da promoção).
    Moro em São Paulo, então fiz no consulado daqui. Chegando lá, após passar por todas aquelas filas, finalmente estava me direcionando ao guichê dos temidos americanos.
    Para a minha surpresa e choque inicial, fui muito bem tratado durante todo o processo. No inicio fui para o guichê 2, onde havia uma moça de no máximo 27 anos, ela me recepcionou com um sorrido e um boa tarde, e foi mais ou menos assim:
    E = eu C = eles
    C – Boa tarde!
    E – Boa tarde.
    C – Para onde pretende ir?
    E – Los Angeles.
    C – E o que pretende fazer em Los Angeles?
    E – Visitar uma amiga.
    C – Posso ver seu passaporte?

    Entreguei o passaporte.

    C – Você tem uma foto com você?
    E – Sim.
    C – Preciso que vá até o guichê 18, e entregue lá, pois ainda não consta sua foto aqui.

    Fui para la, e fui atendido por uma moça no guichê 19, ela pegou meu passaporte e a foto (acho que só foi para escaneá-la) voltou, e me pediu para voltar ao guichê 2.
    Quando voltei ela estava atendendo uma moça, e tinha um outro rapaz na fila.
    Aguardei, depois de um tempo, a moça que organizava a fila me chamou, e me disse para ir ao guichê 6, e fui.

    No guiche 6 havia um rapaz, de idade equivalente (no maximo 27 anos)
    Ele também foi super receptivo, e foi mais ou menos assim:

    C – Boa tarde!
    E – Boa tarde.
    C – Para onde pretende ir?
    E – Los Angeles.
    C – E o que pretende fazer em Los Angeles?
    E – Passeio.
    C – hum… Você trabalha com o que?
    E – TI
    C – E ha quanto tempo você trabalha nessa empresa?
    E – 3 anos.
    C – Você é formado?
    E – Não, me formo no ano que vem.
    C – hum… e você vai visitar sua amiga?
    E – Sim.
    C – Aonde você se conheceram?
    E – Aqui no Brasil.
    C – E ela é americana?
    E – Não, ela é canadense.
    C – E quanto tempo pretende ficar nos EUA?
    E – 19 dias.
    C – hum… E quando pretende ir?
    E – Em março.
    C – Qual dia?
    E – Aproximadamente dia 4.
    C – Ah… você vai nas suas ferias do trabalho?
    E – Sim.
    C – Muito bem, coloque sua mão no leitor para pegar as digitais, seu visto foi aprovado, boa viajem.

    Ele não pediu nenhum documento, nada! Embora eu tenha levado.
    O que eu senti, e percebi, é que a intenção deles é te ajudar, mas você tem que ajuda-los a te
    ajudar rsrs. No final das contas não é esse bicho de 7 cabeças, minha renda não é alta, minha
    faculdade não é federal ou renomada, uma observação legal e que eu não encontrei muito na internet é que eu sou negro, e temia algum tipo te preconceito por parte deles (o que não ocorreu em nenhum momento!) e é isso.
    Boa sorte a todos e muito obrigado pelos comentários anteriores, foram de imensa ajuda.

  17. Andre Felipe disse:

    Obrigado gente (:

  18. WELLINGTON DE CASTER disse:

    Olá amigos ja tive um visto negado, em 2001, ao preencher o ds 160 tenho que colocar que já
    tive o visto negado

  19. Herico Tavares disse:

    Gostaria de compartilhar a minha experiência com a entrevista do visto em 16 de dez. Tudo ocorreu conforme já falado nos comentários, a única coisa que gostaria de acrescentar foi o fato do meu marido ter tido o visto reprovado há 12 anos (2002), o pessoal do despachante disse que eles não teriam mais essa informação no sistema, porém, durante a entrevista ele foi questionado sobre essa recusa. Sendo assim, se alguém que teve o visto recusado, mesmo que há muito tempo, vá preparado para responder o pq e o que mudou da última vez que tentou aplicar o visto. Obrigado pelo post, me ajudou muito com as dúvidas que normalmente surgem durante todo esse processo.

  20. layla disse:

    Eu vou fazer a entrevista amanha so que querem que eu minta.. Como eu nao trabalo e nao faço faculdade pediram para mim falar que trabalho nas parte de administração na fazenda do pai do marido da minha avó e que e meu salário e de 4000 a 5000.. Eu acho que mentir e ruim e que esse salraio e

    • Layla,
      você terá que responder conforme está no formulário que foi preenchido, pois não pode haver contradições.
      com relação a renda, pode ser que na hora da entrevista eles pedem os documentos que comprovem a mesma. Tente providenciar pois seu visto pode ser negado
      por falta de comprovação de renda.

  21. Jonas Ferreira disse:

    Fui convidado pela empresa que trabalho a ir em um evento nos EUA em janeiro, isso foi no final de Novembro deste ano, nem passaporte eu tinha… Imagina a Correria.
    Hoje fui no CASV da Vila Mariana, horário marcado para as 13:10, cheguei 12:00, fui atendido rapidamente, uns 7 minutos no máximo todo processo, estava bem vazio com poucas pessoas. Sexta da 19/12 vou na entrevista, como a maioria levando todo tipo de Documento, carta convite do Evento, comprovante de Renda, Carta da empresa que vai custear minha viagem etc etc etc, o visto que Solicitei é o B1/B2, obrigado pelas dicas, ajudou bastante,,,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *