Dicas Para Entrevista de Visto Para os EUA

Olá leitores da VistoRápido,
Após o artigo que fala sobre as principais causas de rejeição do visto. Neste tutorial abordaremos um tema bem interessante relacionado à tão temida entrevista de visto americano com dicas de comportamento e mostraremos também as perguntas mais comuns feitas pelos agentes.

Entrevista-de-visto-para-os-eua-dicas

Depois de ter realizado todo o processo conforme explicamos no post como tirar visto americano chegou o dia de comparecer no consulado para fazer uma entrevista com agente consular. Antes você deve saber que ao contrario de uma entrevista de emprego, a entrevista para visto exige um pouco mais de atenção, pois ela é rápida e o resultado será dito pelo entrevistador logo após as perguntas.
Não existe segredo ou critério para conseguir o visto americano, a decisão do agente consular de negar ou conceder o visto vai depender das intenções e perfil do solicitante onde terá que provar que tem fortes vínculos com o Brasil e que não tenha intenções de morar lá. Exemplo, se você estiver aplicando para o visto de turista e estiver cursando uma faculdade, isso prova que após ir aos EUA você terá que voltar então acaba facilitando a decisão do entrevistador

Perguntas Comuns na Entrevista

Geralmente a entrevista é rápida com duração media de cinco minutos, e as perguntas sempre são curtas e simples, veja abaixo as perguntas mais comuns na entrevista;
Qual sua idade?
Qual sua renda?
Qual sua profissão
O que seus Pais fazem?
Para onde vai?
Quem Esta pagando sua viagem?

Como se Comportar e o Que Responder

Chegou a hora do momento mais importante de todo o processo e espero que estas dicas ajudem você em sua solicitação. Primeiramente vamos falar no que se vestir porque muitas pessoas exageram para passar uma boa imagem, recomendamos ir bem vestido, bem arrumado, vista a melhor roupa que fica bem em você sem exagerar, aquela que você se sinta confortável.
Vamos resumir aqui as principais dicas para entrevista.

Não Fique nervoso – Nem precisa falar muito né, alias não ficar nervoso vale para qualquer tipo de entrevista.
Respostas curtas – Jamais fica detalhando quando for responder, se o agente perguntar para onde vai, responda sem ficar simplificando.
Não faça gestos e nem olhe para os lados – O entrevistador pode pensar que você esta nervoso e isso não passa confiança
Não minta – Pois quando pessoas mentem, elas demostram sinais de nervosismo e se os agentes perceberem, já era. Além disso, você pode correr o risco de ter futuros problemas para conseguir o visto ou entrar nos Estados Unidos.
Mostre os documentos apenas se for solicitado – Garanto que se você seguir os quatro passos acima, o agente nem te pedirá documentos, e recomendo mostrar apenas se for solicitado.

Alguns agentes iniciam a entrevista de forma simpática, ou ate com brincadeiras, mas mesmo assim saiba dos seus limites, quando ele fizer a primeira pergunta onde no geral são as que colocamos acima, responda com segurança sem alterar o tom da voz, seja calmo e coerente, pois será neste momento que você deverá passar confiança.
Não pense que só porque você faz faculdade e tem uma renda alta significa que conseguirá o visto, todos os dias há casos de pessoas deste perfil tendo seus vistos negados, e de pessoas desempregadas tendo seus vistos concedidos, então o fator principal é convencer o entrevistador consular.
Aplique as dicas acima na sua entrevista e garanto que a ultima coisa que você ouvirá do agente consular será “Visto Concedido”.

Dúvidas? Faça sua pergunta em nosso fórum sobre visto americano
Abraço e boa sorte!

752 Comentários

  • Enio disse:

    Boa Noite, obrigada pela ajuda, tenho mais uma duvida, na DS do meus filhos devo informar quem estar custeando a viagem, pois e minha empresa e quem estar custeando, devo preencher com as mesmas informaçoes que coloquei na minha DS “no campo outras entidades”?

  • JuH disse:

    Bom dia!!

    Dei entrada no meu visto americano, já paguei a taxa e também já marquei a entrevista. Mas, estou com uma dúvida que não sai da minha cabeça.

    No DS 160, quando perguntado se existem outras pessoas viajando comigo, esta pergunta se refere apenas se vou entrar sozinha ou acompanhada nos Estados Unidos? Ou também se vou encontrar alguém lá nos Estados Unidos durante a minha viajem?

    A minha situação é a seguinte. O meu marido é europeu e mora na Europa, eu ainda estou no Brasil aguardando o meu visto de residência para ir morar com ele. Daqui a algumas semanas, o meu marido vai da Europa para os Estados Unidos a trabalho (com visto de trabalho tudo certinho), e vai ficar lá por aproximadamente 3 meses. Então, decidi tirar o meu visto americano para ir passar uma semana com ele. Vou chegar aproximadamente 1 mês após a chegada dele.
    Quando perguntado se existem outras pessoas viajando comigo, eu marquei a opção não, pois interpretamos que vou entrar sozinha nos Estados Unidos. Mas, bate a dúvida ao considerar que chegando aos Estados Unidos, eu vou encontrar o meu marido.

    Agradeço se alguém puder me ajudar 🙂

  • Alberto disse:

    Fico só observando o pessoal comentando aqui. Espero poder escrever um comentário de forma positiva, minha entrevista é esse mês. Vou com a família de minha noiva, todos juntos para a entrevista, os pais dela são servidores públicos a mais de 10 anos, os dois tem 57 anos, o pai da minha noiva tem uma irma casado com um americano a mais de 15 anos e eles sempre vem nos visitar aqui, e além disso o pai dela também é Pastor e recebeu de amigos que vivem legalmente nos EUA duas cartas convidando para um evento lá na igreja deles. Eu e ela estamos trabalhando a mais de 2 anos na mesma empresa, sou contratado mais trabalho em empresa publica. Como apesar de pontos positivos nada é certo, falando em porcentagem me considero com pelo menos 51% de chance de conseguir o visto, espero que tudo de MUITO certo, pois, queria passar lua de mel ano que vem no EUA.

  • Alisou Mesquita disse:

    Bom, primeiramente gostaria de agradecer aqui ao site e aos foristas daqui. Na sexta feira agora 06/05/2016 foi aprovado no consulado aqui de recife o meu visto para turismo. Vou agora tentar retribuir compartilhando como foi a minha experiência. Como moro aqui mesmo em Recife, fui ao CASV 1 semana antes, no dia, chuvoso até demais por sinal, onde alaga tudo na frente do consulado e quem entrar até ficar com água é atendido quem não consegue acaba tendo que adiar. Marcada para 08:30 cheguei as 08:10 estacionei no posto shell que fica a 50m do consulado, R$5,00, esquina com a AV. Conde da boa vista principal corredor do centro da cidade e transversal da rua do consulado. Chegando lá, ansiedade monstruosa tentando não transparecer, porém bastante inquieto, tomei até calmante antes de ir rsrsrsrsrs, passei pelo detector, segui as instruções do site e levei apenas aa chaves do carro e uma pasta com os docs. Após isso fui chamado para aprrsentar o passaporte acompanhado do formulário ds160. Sentei para aguardar, e mais chuva e chuva, tomei como minha bênção, fui chamado para recolhimento do passaporte e ds160 para após ir à fila para entrevista consular. Na fila rapidamente seguiu e andou quando vi já estava dentro de um saguão com 3 cabines aguardando a cabine do meio que estava em entrevista, única mulher entre os 3 e super simpática graças a Deus.
    C:Bom dia Alisson
    Eu: Bom dia cônsul
    C:para onde vai?
    Eu: fort Lauderdalle
    C:tem família em fort Lauderdalle Alisson?
    Eu: sim cônsul, meu tio irmão do meu pai, cidadão americano.
    C: o que pretende fazer nos EUA?
    EU: Passeio, Copa América, UFC200,
    C: quanto tempo pretende ficar?
    Eu;30 dias
    C: Aonde e a quanto tempo trabalha?
    Eu: município do Recife, 5 anos
    C: tem declaração de rendimentos?
    Eu:sim, e apresentei
    C: você trouxe extrato bancário?
    Eu: sim, apresentei
    C: Estuda?
    Eu: sim cônsul, estudo esgenharia civil na universidade de Pernambuco
    C:tem declaração?
    Eu: sim apresentei
    C;digitando…
    Eu:pirando…

    C: Boa viagem Alisson, aproveite bem as belas praias de fort Lauderdalle, seu visto foi aprovado.

    Quase choro lá mesmo.

    Mas quando sai
    As lágrimas vinheram
    Chuva demais
    Saida do consulado com água na canela
    Mas nem aí
    Alegria que nada podia tirar.
    Valeu pessoal
    E boa sorte pra quem ainda for ser entrevistado
    Mês que vem estarei lá
    😀

  • Carlos disse:

    Boa tarde

    Tenho dúvida sobre o extrato bancário. É obrigatório ter em mão um extrato com quantia “X” em conta? Se for obrigatório existe um valor mínimo que devo ter de saldo? Desde já agradeço!

  • Luís Eduardo disse:

    Gostaria de uma orientação!
    Tenho 30 anos, estou desempregado. Vou viajar para os EUA a passeio com a família da minha namorada. Minha família vai custear minha viagem. Minha condição atual é prejudicial para tirar o visto?Alguma dica?

  • Ricardo disse:

    Visto aprovado na data de hoje (10/05) no RJ. Perguntas básicas: Vai para onde ? Miami. Com quem ? Minha mãe. Ja esteve nos EUA ? Sim, 2x. Ja teve visto antes ? Sim, dois. Ja viajou para Europa ? Sim. Obrigado, visto aprovado.

  • Larissa disse:

    Olá, ao que me disseram meu passaporte fica pronto até dia 13 de junho. Eu gostaria de viajar dia 25 de junho para os EUA. Mas tenho que esperar o passaporte chegar pra poder dar entrada no visto. Será que eu consigo meu visto até la? Não há um meio para agilizar o processo da entrevista? Tenho medo de não encontrar agendamento :/

  • Júlia disse:

    Boa noite.. No dia 16/05/16 eu estive na embaixada americana para uma segunda tentativa do visto americano.. Meu pai reside nos Eua a 14 anos ilegal, eu pensava que isso poderia me atrapalhar a conseguir o visto americano, mas não atrapalhou… Graças a Deus!!! Bom vou relatar aqui como foi a minha 2° intrevista, sendo a 1° a5 anos atrás… Cheguei na embaixada e passei por todos os procedimentos, chegando na fila de ir a cabine dos consul demorei 1hora na fila, na minha intrevista a consul: boa tarde eu: boa tarde; consul: pretende viajar pra onde, Eu: Florida, consul: vc trabalha com o que? Eu: respondi consul:vc já viajou pra outro país? Eu: sim Consul: vc viaja sozinha? Eu: meu namorado e eu, Consul: quem vai custear a viagem? Eu: meu namorado, consul: ele trabalha com o que? Eu: respondi a profissão del, consul: seu namorado tem visto? , Eu: sim, Consul: Seu visto foi concedido! A consul não solicitou nenhuma documentação, sendo q eu estava em mãos com todas as documentações necessárias minha e do meu namorado!!!

  • Marcos disse:

    Olá pessoal…. Durante alguns dias li inúmeros depoimentos sobre o tão temido visto americano. Consegui o meu esta semana e gostaria de dizer apenas que não vi nenhum problema ou drama como muitos relatam aqui. Inclusive, menti em algumas perguntas do documento e o que fiz na hora foi ficar calmo como se estivesse falando com a moça da padaria. e deu certo. Acho que o lance é não ficar tenso mesmo. A pergunta é: porque ficar nervoso? O não já se tem, então é ficar calmo. O tempo de espera foi tranquilo. O atendimento no horário agendado. Levei vários documentos que não foi solicitado nenhum destes, respondi no máximo 4 perguntas com ar de igualdade ( até porque não me acho inferior aquele povo que está entrevistando) e deu… visto aprovado.
    Se alguém quiser saber as perguntas foram:
    Quando eu irei viajar? Disse que PRETENDO ir em dezembro.
    Onde eu trabalhava?
    Qual a minha função?
    Quantos funcionários na empresa que eu trabalho…
    Porque eu escolhi determinada cidade? Disse que tenho interesse em conhecer.
    Nada além…
    A consul, nada simpática digitou algumas informações e disse: visto aprovado e boa viagem.
    Não respondi nada porque optei em agir com a mesma indiferença dela. kkkkk
    Simples gente… Não se sintam intimidados e dá tudo certo.
    Abs

  • Andresa disse:

    Passei a noite lendo essas experiências mês que vem estarei lá tentando meu visto. Muito bom ter esse site; algumas historias assusta. Quando eu passar pelo cônsul vou vim contar como foi. Deus na frente seja oque ele quiser…

  • Bianca Souza disse:

    Terça feira 07/06 farei minha entrevista no Rio de Janeiro. Confesso que estou ansiosa e um pouco tensa mas lendo as dicas e relatórios aqui do site acredito que tudo dara certo. Conto mais detalhes assim que fizer a entrevista! Boa sorte pra mim!!

  • Juliana disse:

    Boa tarde!
    Ontem dia 3/06/16 eu e minha família tivemos o visto negado.
    São 7 passaportes, eu, meu marido, 4 filhos e minha mãe. Minha sogra é cidadã americana pois casou com um Américano há anos atrás. A agente perguntou
    Pra onde íamos
    Respondemos que íamos para a casa minha sogra e depois para a Disney
    Perguntou Oq meu marido faz
    Ele é engenheiro
    Oq eu faço
    Trabalho com produtos personalizados
    Oq minha mãe faz e onde mora
    Minha mora na casa dela e é aposentada

    A agente simplesmente sem pedir documento algum nos negou o visto.

    Agora estamos tentando de novo

  • Giovanna Freire disse:

    Vou relatar minha experiência para vocês, e vou logo adiantando: NÃO É NENHUM BICHO DE 7 CABEÇAS, pelo contrário. VÃO TRANQUILOS!!

    Primeiramente, nossa entrevista foi antes de ontem, no consulado de Recife – PE, somos de João Pessoa – PB, e marcamos o CASV e o consulado no mesmo dia! DEU TEMPO DE SOBRA!!!!! CASV as 8:00hrs e consulado as 11:00hrs.

    Então, vou relatar nossa entrevista… Adianto que, eu e meu namorado fomos juntos e para aumentar o nervosismo TODOS os casais que estavam tentando foram recusados. TODOS!! Então nós estávamos na fila já ciente que sairia de lá com o visto negado!

    Cônsul: Bom dia! Já tentaram o visto americano alguma vez?
    Nós: Não.
    Cônsul: Já viajaram para o exterior?
    Eu: Sim. Inglaterra.
    Namorado: Sim. Inglaterra, Turquia, Itália, França, Grécia e Argentina.
    Cônsul: Ok. Vocês trabalham?
    Eu: Não, apenas estudo.
    Namorado: Sou empresário.
    Cônsul: Você estuda o que?
    Eu: Arquitetura, 3º período.
    Cônsul: Estuda na faculdade particular?
    Eu: Sim.
    Cônsul: Você é empresário de que?
    Namorado: Assistência técnica e venda de aparelhos Apple.
    Cônsul: Hummm… Coloquem seus quatro primeiros dedos aqui. Visto concedido. Boa Viagem!

    TRANQUILISSIMO!!!!! Não nos pediu nenhum documento!

  • Guilherme Vega disse:

    Minha experiência foi “super de boa”

    Fui no consolado de SP em novembro de 2015. Cheguei lá com uma hra de antecedência, fiz todos os procedimentos.

    Chegou a vez da tão temida cabine…

    Cônsul: Bom dia, Guilherme!
    Eu: Bom dia!
    Cônsul, Quantos anos?
    Eu: 20 cônsul.
    Cônsul: Qual é o seu destino?
    Eu: Nova york
    Cônsul: Você trabalha com o que?
    Eu: Escrevente
    Cônsul: Sua renda
    Eu: …
    Cônsul: Faz faculdade
    Eu: Sim, direito.
    Cônsul: ficou digitando (estava quase a ponto de explodir.)
    Cônsul: Seu visto foi concedido.
    Boa viagem!

    Quase chorei!

  • Robert disse:

    Meu primeiro visto foi em 2008 em Recife. Eram 4 agentes atendendo no dia e estava na vez aguardando e na minha época a gente escutava a entrevista de quem estava na cabine. Dos 5 casais que foram má minha frente 3 tiveram o visto negado e eu ficando apavorado porque tinha esquecido o imposto de renda em uma pasta no hotel. Fiquei desesperado porque isto é um fator muito forte pata aprovação, minha sorte é que estava com o extrato bancário. Mais fui bem ousado, chegando minha vez de ir pra cabine. Primeiro ele perguntou o que eu fazia se era casado pra onde ia e quantos dias iria ficar quem iria bancar minha viagem se tinha filhos e tal. E por ultimo ele perguntou pelo imposto de renda, disse que tinha esquecido no hotel e na mesma hora ele disse “sem imposto de renda visto negado” ai eu fui pra ofensiva, “‘mais eu trouxe o extrato da conta, veja” ai ele respondeu “sem imposto de renda visto negado” ai eu disse de novo “meu amigo veja minha movimentação financeira nos últimos doze meses” ai “joguei” pra ele sem ele pedir, e lembro que na época eu tinha destacado no extrato com marca texto os créditos, ai ele pegou o extrato olhou olhou ficou olhando e perguntou pra mim, já viajou para outro país? Eu disse já pra Europa entrei no Reino Unido ai ele perguntou “no reino unido”? Deixa eu ver seu passaporte que na época era o verdinho ainda, ele olhou o carimbo da imigração inglesa, olhou para o extrato de novo e falou “voce vai pra Disney com suas filhas?” eu disse é o sonho delas, e ele falou “visto aprovado” rsrs que alivio viu, nossa. Sai como com uma sensacao de ter passado em primeiro lugar em concurso. E agora recentemente fomos renovar o visto e foi super simples nao fizemos entrevista so levamos o passaporte tiramos fotos e agora visto valido ate 2026. Foi assim o meu fui ousado e deu certo. Boa sorte a todos.

  • Carol disse:

    Ontem fui fazer a entrevista no Consulado aqui no RJ, fui com meu irmão que também solicitou.
    Foi bem tranquilo e rápido:
    Perguntas: Qual grau parentesco de vcs? R: Irmãos
    Pra onde vcs vão? San Francisco
    Já viajaram pra fora do Brasil? Eu não, ele sim.
    Pra onde foi? Seattle
    Fala inglês? ele, yes.
    Perguntas em Inglês: O que faz? Estudo. Onde? Faculdade tal. Qual curso? Eng. Industrial
    Pra mim:, O que faz? Trabalho em tal empresa e descrevi minha função. Quanto tempo trabalha lá? 7 anos. Quando vão? Dezembro.
    Ok, visto concedido e boa viagem!

  • bETO disse:

    Gostaria de contribuir aos que ainda estão na expectativa da entrevista no consulado ou embaixada americana. Tenho 52 anos, funcionário público efetivo, casado, 3 filhos (13, 11 e 5 anos). Eu e esposa contratamos os serviços de despachantes da word service, pois eu creio, se há condições para tanto, é o melhor caminho para que as coisas comecem a dar certo. Juntamos todos os documentos que a empresa nos solicitou…depois assinamos a papelada. Passados 30 dias, a empresa despachante nos chamou para que fôssemos pegar o protocolo da entrevista e também para que tomássemos algumas dicas para o dia da entrevista. Feito isso, uma semana depois embarcamos para Brasília, eu, esposa e os três filhos. Lá fomos ao CASV tirar fotografias – às 7.15h. Jogo rápido. Após pegamos um táxi e rumamos á embaixada americana. Nossa entrevista estava agendada para as 9:15h. Lá chegando, encontramos muitas pessoas (chegamos com quase duas horas de antecedência). Havia, antes de adentrarmos na embaixada, um trailler para quem quisesse guardar qq objeto proibido de acompanhá-lo nas dependências da embaixada. Deixei a bolsa de minha esposa e nossos celulares – pagamos 10 reais. Tudo organizado, pois havia locais definidos pra formar as filas, conforme o horário agendado. Entramos, ao passar por segurança armado, num espaço de revista com aparelho de raios X. Sinal verde, passamos por outra porta blindada e mais guardas. Ao chegarmos de fato às dependências da embaixada, uma mulher de uniforme nos recebeu educadamente, recolheu nossos passaportes, em seguida nos pediu para entramos numa sala enorme. Havia várias poltronas, sendo que as cabines de entrevistas se localizam à frente dessas cadeiras. Sentamos na primeira fila…nao demorou e fomos chamados ( a família é entrevistada conjuntamente). Quando a funcionária nos chamou, ela nos devolveu nossos passaportes. Guichê 3 lá fomos nós. O Cônsul nos olhou e pediu para que aproximássemos, nos cumprimentou e nos solicitou os passaportes. Fez para mim as seguintes perguntas: VAI PARA QUAL CIDADE? VAI A PASSEIO? QUAL SUA PROFISSÃO (sou funcionário público)? QUAL SUA FUNÇÃO? jÁ ESTEVE NOS ESTADOS UNIDOS? Depois perguntou a profissão de minha esposa. Somente. Ele digitou um monte de coisas……uns 2 minutos. Nos disse, BOA VIAGEM.

    Observação 1: Toda documentação que enviamos para o despachante, levamos cópia, com extratos bancários e hollerith atualizados.

    Observação: A condição de funcionário público, a existência de 3 imóveis em nosso nome, uma renda mediana, declaração do imposto de renda etc certamente nos facilitou a concessão do visto.

    Espero ter contribuído para aqueles que almejam a obtenção do visto americano.

    PS: Vi pessoas recebendo NÃO……isso faz parte. Seja seguro nas respostas, mãos sobre a bancada pra mostrar que nao está nervoso, pasta com toda a documentação às vistas do cônsul…Mesmo que já tenha comprado as passagens, JAMAIS responda que já as comprou.

    Boa sorte!! QQ coisa estamos à disposição…..Um abraço a todos.

  • Rafael Domenech disse:

    Olá. Só uma dúvida, tenho parentes que moram nos EUA, mas todos estão legais…. Será que afeta… falar a verdade….. Muitos dizem que eles sabem… Verdade…

  • Valéria disse:

    Olá, fiz todos os procedimentos através deste site, eu e meu filho vamos para a Califórnia em janeiro, mas estive ontem no casv, não levei meu filho, ele é menor, levei foto, passaporte e todos os documentos. Ao passar pela entrevista respondi as perguntas com calma e sem fazer comentários a mais. No fimal ela me disse você não passou na entrevista eu perguntei porque e ela respondeu que não consegui comprovar que tenho vínculos no Brasil. Sou funcionaria pública ha mais de 25 anos, tenho casa própria e ainda ia deixar filha e marido aqui, tinha as reservas do hotel, comprovante de passagem aérea de ida e de volta. Continuei questionando ela nem quis ver os documentos e me disse que eu tinha que sair pois ela tinha que atender outras pessoas. É muito difícil, não dá para entender a resposta de que não possuo vínculo. Agora não sei o que fazer, fazer outro formulário, mas não alterar nada, respondi o formulário com todas as informações verdadeiras e mesmo assim não deu. Acho que no final isso depende de sorte, do momento do país, do humor do funcionário, se ele foi com a sua cara, se ele “acha” que você pode pagar outra taxa e perder mais dois dias pagar hotel e despesas de táxi e etc.

  • Josilene disse:

    Olá, gostaria de contribuir com algumas dicas pois tive muita ajuda daqui então quero retribuir. Fui com minha família (eu, meu esposo e 2 filhos), somos de Curitiba então marcamos para fazer em São Paulo, o casv foi o Pinheiros e nos hospedamos no IBIS Budget Morumbi, que fica a 15 minutos (a pé) do Consulado. O Hotel é padrão ecônomico, portanto muito básico, porém a localização é excelente, uma vez que tem um shopping bem em frente e por ser perto do consulado, podendo ir a pé. Marcamos o casv para 16h, chegamos lá com meia hora de antecedência, mas o taxista que nos levou disse que pode chegar bem antes que é atendido, que lá o horário é flexível, diferente do consulado. Do hotel ao Casv deu 37,50 o taxi. Chegamos no CASV e logo fomos atendidos. Aqui é que eu gostaria de frisar uma coisa: no site oficial diz que temos que levar o agendamento, o passaporte e a pagina de confirmação da DS160. Eu achava que essa página era aquela que vinha junto quando vamos imprimir o formulário. Mas não é!! A pagina do DS 160 que eles falam é uma que vem o endereço do consulado!! Atenção com isso, pois tivemos que imprimir por lá de todos nós e cada página custa 30 reais!! Mas fora isso, foi tudo muito rápido e tranquilo. O pessoal foi educado e nos atendeu muito bem. Não ficamos mais do que 10 minutos lá (isso depois que fizemos as impressões que tinham faltado). NO outro dia no consulado, nosso agendamento era para 7h40. Chegamos as 7h15 e ja começaram o processo de conferir documentação, passar pelo detector de metais, entrar na fila da entrevista… é normal o nervosismo, mas tentamos manter a calma e responder as perguntas com verdade e clareza. Uma coisa é certa: se você preenche corretamente e com cuidado o formulário DS160, respondeu tudo com verdade e leva a documentação completa, isso traz a confiança necessária para ir para a entrevista. Apesar disso, sempre fica aquele medinho de ter recusa e perder todo o investimento que temos quando não moramos em cidade que tenha consulado…. o importante é ir com a maior tranquilidade que for possível, responder com verdade e clareza que dá tudo certo. Uma amiga tinha nos recomendado entregar junto com o passaporte a documentação que comprova vinculos que temos aqui no Brasil para não correr riscos, mas tem orientação lá de que não se deve entregar documentos sem o consul perguntar. Normalmente eles tem um aspecto de poucos amigos, mas nos trataram muito bem, foram educados, e fizeram as perguntas básicas: qual o motivo da viagem? turismo. Primeira vez nos EUA? Aí não era minha primeira vez, mas era dos demais membros da minha família. Perguntou se estive no Mexico, respondi que sim, pois nessa viagem eu tambem fui a Cancun. O que você trabalha? respondemos. Descreva melhor sua função. Respondemos. Perguntaram aos nossos filhos quanto tempo faltava para se formarem, temos um de 16 e outra de 11, mas nao esperaram a resposta da mais nova. Perguntou se estudavam em escola pública ou particular. Respondemos: particular. Depois sobre meu sogro, que não esteve presente por ser mais velho que 66 anos. Explicamos que ele é aposentado. Digitou algumas coisas no computador. Já tinha pedido nossas digitais antes das perguntas. Então apenas nos disse: seu visto foi aprovado, aqui estão as orientações de entrega do passaporte. Tenham uma boa viagem. Saímos de lá felizes da vida. O que gostaria de frisar é que não é nada tão terrível assim… é só tentar manter a calma e sempre falar a verdade. Espero ter ajudado!

  • Jordana P. disse:

    Bom, gostaria de dar meu depoimento pois acredito que a leitura deste texto e os comentários me ajudaram muito! Fiz minha entrevista na segunda-feira passada no RJ, uma semana após meu agendamento no CASV POA (o prazo máximo de intervalo entre estes agendamentos é de uma semana).
    Após as leituras de sites, me preparei bastante quanto às minhas respostas, mentalizei o que eu responderia e isto me ajudou muito pois fiquei bem tranquila. Tb tomei um pouco de água de melissa heheheh.
    Chegando ao Consulado vi que haviam muitas pessoas na frente, mas logo fui orientada por um funcionário a entrar em uma fila específica e em 5 min já estava adentrando a “pesada” porta do Consulado, após, passei por uma triagem (todos os funcionários foram cordiais) onde tive que mostrar o passaporte. Então, sentei em uma das fileiras das pessoas que aguardam a entrevista.
    Notei que as pessoas são chamadas pela fileira, quando a minha foi chamada, entramos na sala das entrevista onde há mais ou menos 8 guichês e consegue-se ouvir todos os entrevistadores e entrevistados. Bom, vi muitaaa gente ter seu visto negado pelos mais diferentes motivos: casais, estudantes, membro mais novo de toda uma família…
    Meu visto foi aprovado em 2 min, foram 5 perguntas: 1. Para onde você vai? Miami e Orlando 2. Já viajou para o exterior? Sim, para Buenos Aires e Uruguai (sem passaporte). 3. Qual sua ocupação? Sou Secretária concursada da Prefeitura Municipal de ……. 4. Quem mais vai contigo? Meu noivo 5. Qual a ocupação dele? Assessor Comercial da ……… Daí ele falou: BOA VIAGEM! Somente isso, sem mostrar documento algum. Obs: Não tenho carro, imóvel, filho, empresa…
    É necessário ser cordial com o entrevistado, importante saber se portar, vestir-se mais formalmente, olhar no olhos, ser direto, firme nas respostas. Tem que se colocar no lugar do entrevistado: Será que eu gostaria de ver essa pessoa no meu país? Ela saberia se comportar? Ela tem características de turista?
    Não adianta reclamar que o processo é difícil, tudo que é muito bom na vida pede esforço e muita vontade. Se todo mundo faz é pq deve valer muito a pena conhecer os EUA!!!!! Boa sorte!

  • Idel de Sena disse:

    Oi, pessoal, hoje foi a minha entrevista no consulado em Recife. Já adiantando, meu visto foi aprovado e a sensação é de ter sido mais uma vez aprovado em veterinária. Vou dar alguns artíficios que usei e que podem ser promissores. Chegando ao consulado há uma fila do lado de fora, um segurança pergunta o horário de sua entrevista, pede o passaporte e o ds-160 e depois você espera a sua vez para entrar no consulado. Continue com o passaporte em mãos, pois o guarda do lado de dentro só deixa você entrar se ver o documento. Uma vez dentro da sala você é questionado sobre estar de posse de algum dos objetos que não são permitidos, eu não tinha levado nada, depois eu coloquei minha pasta em uma esteira para ela ser escaneada e depois passei por um portão detector de metais, o processo é o mesmo visto nos aeroportos. Depois passei por uma porta e saí em um pátio coberto e e entrei em outra sala, onde uma mulher me solicitou o passaporte e o ds-160 e perguntou o motivo da viagem, respondi ” a passeio”. Depois voltei para o pátio e sentei em uma das 50 cadeiras que tinham lá. Sério, meu coração batia tanto que meu casaco tremia visivelmente, porém as árvores, os pássaros ao redor me mantinham calmo, aconselho a cantar hahahaha. Em seguida a mulher, que ficou com meu passaporte, voltou com outros em mão e começou a chamar por nomes, pouco depois foi minha vez, segui de volta à sala do pátio e abri uma porta pesada, acho que era feita de sílex, eles são muito desconfiados hahaha nota mil em segurança. Então,entrei em uma sala e segui para uma fila única, aqui o nervosísmo e a ansiedade aumentam, mas o ambiente ajuda a controlá-los, acho que o consulado tem em isso em mente, pois há nas paredes diversos quadros de paisagens do cenário americano e com legendas, li todos do lado da minha parede, quando acabaram eu olhei para a parede em frente a fila e assisti a um tutorial com dicas sobre como ter uma entrevista bem sucedida, é possível ouvir a entrevista de outras pessoas, mas não se concentre no que dizem, vai te deixar mais nervoso. Quando chega minha vez eu entro em uma pequena sala onde há três guichês, fui para o da esquerda, que estava vago, tem um balcão, e um grosso vidro separando o entrevistado do cônsul, passei meu passaporte por uma abertura no vidro e então começou o questionário.
    – Olá, bom dia.
    – Bom dia – respondi, disfarçando o nervosísmo.
    – Qual destino?
    – San francisco – respondi com calma e um sorriso.
    – Ah! E por que San francisco?
    – Sempre tive vontande de conhecer San Francisco, pois tem paisagens e pontos turísticos que me agradam.
    – Quanto tempo pretende ficar?
    – Duas semanas.
    – Quem vai pagar sua viagem?
    – Meu pai.
    – Qual a profissão dele?
    – Ele é consultor financeiro.
    – Você é estudante?
    – Sou estudante universitário, curso medicina veterinária – respondi e sorri.
    – Ah, e em que período você está?
    – Começarei segunda agora, dia 12. Então viajarei nas férias em dezembro.
    – Quais são seus projetos para o futuro?
    Fiquei animado com a pergunta, pois eu já havia planejado isso desde o ensino médio.
    – Quando eu acabar meu curso, meu pai vai me ajudar a ter uma clínica veterinária e daqui a alguns meses vou publicar meu livro. E o-o s-segundo – gaguejei um pouco.
    Ele ficou alguns segundos digitando.
    – Boa viagem, seu visto foi aprovado.
    – Obrigado – sorri e saí sorrindo. Sorri para a mulher que organizava a fila, sorri para o guarda na saída, sorri para a segunda porta pesada que me levava a saída, quase vou saltitando pelas ruas, o céu estava lindo, a rua estava linda.
    Resumindo: a expectativa da entevista nos deixa nervoso, porém orem a Deus para que ele os acalmem, peçam confiança e orem pelo cônsul que os vai atender e sejam firmes nas respostas. Sorria quando der respostas que agradem a você, por exemplo, quando eu respondi qual era o meu curso, quando disse para onde iria, quando falei sobre meus projetos do futuro, isso vai te descontrair e mostrar segurança, mesmo que o seu coração esteja para sair pela boca. Levei alguns documentos, mas o cônsul não solicitou nenhum. É isso, boa sorte aos que tentarem e tenham fé no processo. Ah! Imaginar o visto sendo negado, apesar de amedrontador, equilibra o emocional, pois pensar nele apenas como sendo aprovado causara grande expectativa e você ficará mais nervoso, ver os dois lados o prepará para não se importar tanto. Eu só tenho 18 anos e sabia que seria mais complicado, pois vou viajar sozinho e eles desconfiam, pois acham que os jovens vão querer morar nos Eua ilegalmente, por isso ele perguntou sobre os meus projetos para o futuro.

  • HENRIQUE RODRIGUES disse:

    Visto concedido hoje em 12/09/2016…
    Estava marcado para 9:45 da manhã e chegamos com 45 minutos de antecedência (eu e minha noiva) para o consulado geral do EUA no RJ, após os procedimentos rotineiros de checagem de visto fomos então para a “temida entrevista” com um cônsul não muito simpático. Fomos munidos de todos os documentos possíveis tais como: documento do carro, moto, casa própria, extrato bancário dos últimos 3 meses bem como imposto de renda e contra-cheques além, é claro, dos passaportes e ds160. Acreditem, o cônsul não me fez nenhuma pergunta…fez somente a minha noiva que por sua vez respondeu com tranquilidade e calma.
    Pergunta 1: qual o relacionamento de vocês? R: somos noivos.
    Pergunta 2: o que pretendem fazer nos EUA? R: turismo.
    Pergunta 3: senhora qual sua função, o que faz? R:xxxxxxx.
    Pergunta 4: para onde pretende ir? R: PRETENDEMOS ir para miami.
    daí então o cônsul ficou digitando por alguns segundos e de maneira séria falou: seus vistos foram concedidos! nos entregou um pequeno bilhete com as informações de entrega do visto no endereço que colocamos e fomos embora.
    DÚVIDAS QUE NOSSOS AMIGOS AQUI PODEM TER.
    1 estou com restrição no meu nome (spc, serasa, protesto) posso tirar o visto? pessoal, isso não impede. meu visto foi aprovado mesmo com um protesto no meu nome devido a não pagamento de imposto de renda – receita federal.
    2 não entre com celular no consulado, mesmo desligado; Caso vc entre será convidado a se retirar da fila, conselho: na frente do consulado existem guarda volumes.
    3 não nos foi solicitado nenhum documento, mas veja bem todos estavam de posse caso fossem solicitados.
    4 minha profissão: Sou enfermeiro de nível superior e minha noiva turismóloga, nós dois somos funcionários público, mas observei vistos sendo aprovado para merendeira de colégio público. O que eu quero dizer com isso…todos são iguais, não olhe o colega da fila com ar de superioridade, pois o visto negado pode ser o seu!
    5 o mais importante: mostre confiança, transmita tranquilidade, será objetivo nas respostas e responda conforme o que foi preenchido no ds160 e lembre-se: nem mais nem menos, responda somente o que lhe foi perguntado.

  • reynaldo disse:

    Bom Dia!!!

    Estou querendo visitar os Estados Unidos com minha mãe, nunca fui aos EUA e nunca tive o visto, já sou formado e trabalhamos com escritório (autônomo) e na hora de preencher a DS-160 coloquei como renda o valor de 1.000 (ano de 2016) e que eu vou custear a minha viagem mas, como sou autônomo a renda varia um pouco em 2014 foi bem acima disso e 2015 foi um pouco abaixo desse valor esse ano deu essa média, porém na conta em meu nome não tenho quase movimentações todas elas como pagamentos contas e etc são feitos em nome da minha mãe.
    Porém, tenho uma quantia relativamente bem alta na poupança e aplicações financeiras e as declarações de IR (sendo que a ultima foi um pouco abaixo do valor declarado na DS-160)
    Já paguei o valor da taxa, vamos os dois juntos no dia, mas ainda não agendei, devo alterar alguma coisa na DS-160 ou continuar com ela?
    quais as chances de ser aprovado?

    Desde já agradeço, se alguem puder me ajudar

  • Doroty disse:

    Estou prestes a participar desta temível entrevista e tenho algumas dúvidas. Eu tenho 50 anos, meu esposo também, planejamos uma viajem para Disney e Miame com nossos 3 filhos. Um é estudante de direito, o outro advogado ja com a OAB, mas não tem renda fixa, o terceiro é estudante do último ano do ensino médio. No momento estou desempregada, mas tenho uma profissão, Meu esposo trabalha em uma duas empresas, a mais de 8 anos. Minha situação é favorável? ou eu desempregada e meu filho sendo advogado recém formado sem renda fixa implicaria?

  • kallita Corredeira disse:

    Olá, boa tarde. Tenho algumas dúvidas. No momento de preencher, tem a pergunta se teve nome anterior e se já perdeu passaporte. Eu mudei o meu nome, pq me casei. O que coloco? Quanto à passaporte, eu ja tive um quando criança, mas o perdi. O que respondo?

  • Marcos Fernandes disse:

    Boa tarde, tive o visto negado, nessa quinta feira q passou no RJ, preenchi o visto b1|2 , tenho várias profissões mas na carteira só auxiliar de produção salário 1.500 mas atualmente trabalho como vendedor autônomo, tenho casa própria, sou casado e tenho 2 filhos, como sou evangélico fui convidado, para participar de um evento em uma igreja para pregar alguns dias, a igreja q está arcando com tds os custos e viagem, o presidente da igreja me mandou uma carta me convidando, com endereço dele e da casa dele e dizendo q a igreja q está pagando td para mim, como foi negado ele mandou tentar novamente, eu fiquei sabendo q existe um tipo de visto para quem quer ir aí país para fins evangélicos , como foi eu q preenchi td sozinho eu escolhi esse B1|2 , minha pergunta é gostaria de saber melhor sobre esse visto para evangélico, ou devo tentar novamente com o visto de turismo, e quando devo tentar novamente, aguardo resposta e s possível um imail obrigado!

  • Pedro disse:

    Estivemos na Embaixada em Brasilia agora em setembro e nosso visto foi negado. Adquirimos um pacote pra Disney em fevereiro. Temos todos vinculos possíveis (casa própria, carro, sou advogado sócio da firma onde trabalho, faço minha segunda pós graduação, já fui pra Europa – Inglaterra, França, Italia, Argentina) mas acho que estavamos nervosos na entrevista, pois foi recusado sem olhar nenhum doc.

    Estamos com nova entrevista agendada e estamos em duvida do que responder caso o consul pergunte o motivo do visto ter sido negado ou o pq estamos tentando novamente. Pensamos na seguinte resposta:

    “Na verdade não entendemos o pq foi negado, só pretendemos ir de férias. E queríamos a oportunidade de mostrar nossos vínculos (tenho casa própria, to fazendo pós graduação, temos nossos trabalhos, já viajamos pra outros países). Gostariamos da possibilidade de ter o visto pelo menos pros 10 dias da viagem”

    É uma boa resposta? Qual a sugestão?

  • Valeria Amado Maradei disse:

    Minha filha estará lá ano que vemestudando legalmente claro , e pretendo ir ve-la então devo dizer que irei visita-la ?

  • Sandra disse:

    Olá,

    Vou passar minha lua de mel na Disney (15 dias em Julho/2017), mas meu noivo(brasileiro) mora em Londres, e vamos na ida e volta juntos do Brasil para a viagem.
    Sou estudante e dependente dos meus pais, que estão custeando a viagem juntamente com meu noivo. Só terminarei a faculdade em Dezembro/2017, e só poderei tirar meu visto de residência para o Reino Unido após meu casamento (em Julho de 2017), e o cartório só marca cerimônia com no máximo 3 meses de antecedência, prazo que acho muito curto para solicitação do visto americano. Então quais documentos devo levar pra comprovar que não tenho intenção de permanecer lá? E também tenho medo de fechar o pacote completo e ter meu visto negado. Você tem alguma dica ou sugestão para mim?

  • Brenno disse:

    Olá, bom dia a todos!
    Moro em Vitória ES, trabalho numa grande empresa nacional, ja fui a Europa e tenho entrada e saida de 3 paises diferentes, faço faculdadede engenharia civil(porém esta trancada) e tenho salario em torno de 1500.
    Tenho chances altas de ter o visto negado?
    obs: eu mesmo pagarei minha viagem

  • Ana disse:

    Tive ,meu visto negado na primeira vez ! Fui com um tio que iria bancar minha viagem. Mas ele falou por mim e mentiu dizendo que nao sabia onde meu pai estava, pois meu pai é ilegal nos estados unidos ! Eu quero ir passear e visitar meu pai, que esta fora a 10 anos . Dessa proxima tentativa nao estarei mais no primeiro periodo da faculdade e sim no 7º, e pretendo falar a verdade sobre meu pai. Falando que ele mora lá sim, e que estou indo visita-lo e conhecer o pais. A disney . Mas se perguntarem quem vai bancar , o que devo responder? pois sera meu pai .

    E esclarecendo, a primeira tentativa eu era emancipada, estava somente matriculada na faculdade e meu tio ainda mentiu. Acha que nesssa proxima tentativa as chances sao maiores , ou nao, pois vou distorcer o que disse na primeira vez ?

  • larissa disse:

    Oi gente, gostaria de deixar minha experiencia aqui.
    Dia 17/10/16 foi minha entrevista, e tive meu visto concedido. Fiz a entrevista no RJ, estava muito nervosa eu e meu marido. nosso horário era 8:30h fomos os terceiros da fila chegamos bem cedo.
    – consul: pra onde vão?
    -nós: nova york
    -consul: o que vcs fazem?
    -nós: eu: sou do departamento financeiro de uma empresa. marido: sou tatuador.
    -consul: a quanto tempo? (para meu marido)
    -ele: uns 7anos
    -consul: tem filhos?
    -nós: não
    -consul: conhecem alguem nos EUA?
    -nós: não
    -consul: o que seus pais fazem?
    -nós: eu: meu pai e empresario no ramo de móveis. marido: meus pais tem um salão de beleza.
    -consul: tem IR?
    -nós: não declaramos.
    -consul: tem algo que possa comprovar renda?
    -nós: eu ja ia tirando os extratos bancarios da pasta, mas a consul fez sinal com a mão dizendo que não precisava.

    então ela ficou digitando um tempo, (nessa hora pensei “visto negado”) mas graças a Deus ela disse boa viagem seus vistos foram aprovados.

    Obs: meu marido é tatuador autonomo, NÃO tem contra cheques, holerites, IR, MEI nem nada disso.
    eu tbm não recebo muito, mas levei meus contra cheques.
    Fomos bem vestidos. (na minha opinião isso conta muito), demonstramos calma.

    e foi só felicidade … eu nem tava acreditando, só caiu a ficha msm quando recebi meu passaporte em casa com o visto.

  • Elaine Oliveira disse:

    Estou arrasada… meu visto foi negado apesar da minha entrevista ter sido boa… Estava com todos os documentos para comprovar minhas respostas. Estou tentando ir a Disney com minha filha de 9 anos. Não estava nervosa, até porque como sou funcionaria há 20 anos da prefeitura do Rio de Janeiro, achei que estava dentro. Ledo engano:
    1) Bom dia – BOM DIA
    2) Com quem vc pretende viajar? COM MINHA FILHA
    3) Qual idade da sua filha? 9 ANOS AGORA MAS JÁ TERÁ 10 NA DATA DA VIAGEM.
    4) Sua filha estuda? SIM NA ESCOLA MUNICIPAL ALBERT SABIN
    5) vc tem outros filhos? SIM. TENHO UM, QUE NÃO IRÁ VIAJAR.
    6) O que ele faz? ESTUDA NA ESCOLA ESTADUAL MARIA WERNECK, MAS ELE NÃO QUER VIAJAR
    7) Vc é concursada? SIM
    8) Há quanto tempo? 20 ANOS
    9) Seu marido trabalha com o que? É MEU COMPANHEIRO, ELE TAMBÉM É GUARDA MUNICIPAL.
    9) o que vc faz? NO TRABALHO? (sim) EU SOU AGENTE. A TRABALHO NA RUA.
    10) Vc tem algum cargo? NÃO TENHO NENHUM CARGO SOU UMA FUNCIONARIA NORMAL. NÃO SOU CHEFE.

    Ai ela começou a digitar sem parar e após cerca de 1 minuto me entregou a carta, dizendo que eu não tinha perfil e que a carta explicava tudo… mas a carta não explica nada.

    1) Eu briguei com uma pessoa pela internet e mesmo sem menciona-la ou cita-la a mesma deu parte minha na delegacia por injuria e ameaça… Não teve audiência judicial ainda, mas fui chamada na delegacia para ser ouvida como “ré”.
    2) Eu não mencionei meu companheiro no questionario, coloquei “divorciada” pois esse é meu estado civil. Não sabia se ela perguntou do meu ex marido ou do atual e respondi pelo atual já que o outro não é mais marido… isso ficou confuso.
    3) Eu me enrolei qnd ela perguntou o que eu fazia no trabalho pq eu trabalho patrulhando as ruas da cidade, mas só respondi “trabalho na rua”pq definir minha profissão é complicado. Não sou policial mas minha função se aproxima a isso… No proximo vou dizer que sou agente de transito. O que não sou. Porém estou habilitada a isso.
    4) Após a entrevista descobri que minha tia não entregou minha declaração de imposto de renda e NÃO ME AVISOU hj descobri que meu CPF está “PENDENTE DE REGULARIZAÇÃO” devido a isso.

    Tenho carro, casa propria, sou funcionaria publica concursada há 20 anos, sendo 14 em regime celetista e 6 anos em regime estatutario por autarquia. Não citei meu companheiro mas disse que moro com 4 pessoas em minha casa.

    o que realmente me fez perder esse visto?

  • Gian Rodrigo disse:

    Bem vou contar minha história no consulado com dicas que peguei aqui no visto rápido vamos lá.
    Consul:bom dia
    Eu:bom dia
    Consul: vai pra onde
    Eu:Miami
    Consul:com quem
    Eu:minha namorada
    Consul:ela já possui o visto e qnt tempo
    Eu:sim a 7 anos
    Consul:qual empresa que vc trabalha e qnt tempo
    Eu:tanananana,tanananana
    Consul:qual sua profissão
    Eu:tananana
    Consul:já viajou pra fora alguma vez
    Eu:nunca
    Consul:qual a profissão da sua namorada
    Eu:tanananana
    Consul:vc declara imposto de renda
    Eu:sim
    Consul:posso dar uma olhada
    Eu:claro que sim
    Consul:me fale um pouco mais da sua profissão
    Eu:ok tanananana
    Consul:seu visto foi concedido com sucesso
    Eu:obrigado
    Dicas do visto rápido,nao olhe para os lados,nao faça gestos com as mãos enfim segue o protocolo e boa sorte a tds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *