Dicas Para Entrevista de Visto Para os EUA

Olá leitores da VistoRápido,
Após o artigo que fala sobre as principais causas de rejeição do visto. Neste tutorial abordaremos um tema bem interessante relacionado à tão temida entrevista de visto americano com dicas de comportamento e mostraremos também as perguntas mais comuns feitas pelos agentes.

Entrevista-de-visto-para-os-eua-dicas

Depois de ter realizado todo o processo conforme explicamos no post como tirar visto americano chegou o dia de comparecer no consulado para fazer uma entrevista com agente consular. Antes você deve saber que ao contrario de uma entrevista de emprego, a entrevista para visto exige um pouco mais de atenção, pois ela é rápida e o resultado será dito pelo entrevistador logo após as perguntas.
Não existe segredo ou critério para conseguir o visto americano, a decisão do agente consular de negar ou conceder o visto vai depender das intenções e perfil do solicitante onde terá que provar que tem fortes vínculos com o Brasil e que não tenha intenções de morar lá. Exemplo, se você estiver aplicando para o visto de turista e estiver cursando uma faculdade, isso prova que após ir aos EUA você terá que voltar então acaba facilitando a decisão do entrevistador

Perguntas Comuns na Entrevista

Geralmente a entrevista é rápida com duração media de cinco minutos, e as perguntas sempre são curtas e simples, veja abaixo as perguntas mais comuns na entrevista;
Qual sua idade?
Qual sua renda?
Qual sua profissão
O que seus Pais fazem?
Para onde vai?
Quem Esta pagando sua viagem?

Como se Comportar e o Que Responder

Chegou a hora do momento mais importante de todo o processo e espero que estas dicas ajudem você em sua solicitação. Primeiramente vamos falar no que se vestir porque muitas pessoas exageram para passar uma boa imagem, recomendamos ir bem vestido, bem arrumado, vista a melhor roupa que fica bem em você sem exagerar, aquela que você se sinta confortável.
Vamos resumir aqui as principais dicas para entrevista.

Não Fique nervoso – Nem precisa falar muito né, alias não ficar nervoso vale para qualquer tipo de entrevista.
Respostas curtas – Jamais fica detalhando quando for responder, se o agente perguntar para onde vai, responda sem ficar simplificando.
Não faça gestos e nem olhe para os lados – O entrevistador pode pensar que você esta nervoso e isso não passa confiança
Não minta – Pois quando pessoas mentem, elas demostram sinais de nervosismo e se os agentes perceberem, já era. Além disso, você pode correr o risco de ter futuros problemas para conseguir o visto ou entrar nos Estados Unidos.
Mostre os documentos apenas se for solicitado – Garanto que se você seguir os quatro passos acima, o agente nem te pedirá documentos, e recomendo mostrar apenas se for solicitado.

Alguns agentes iniciam a entrevista de forma simpática, ou ate com brincadeiras, mas mesmo assim saiba dos seus limites, quando ele fizer a primeira pergunta onde no geral são as que colocamos acima, responda com segurança sem alterar o tom da voz, seja calmo e coerente, pois será neste momento que você deverá passar confiança.
Não pense que só porque você faz faculdade e tem uma renda alta significa que conseguirá o visto, todos os dias há casos de pessoas deste perfil tendo seus vistos negados, e de pessoas desempregadas tendo seus vistos concedidos, então o fator principal é convencer o entrevistador consular.
Aplique as dicas acima na sua entrevista e garanto que a ultima coisa que você ouvirá do agente consular será “Visto Concedido”.

Dúvidas? Faça sua pergunta em nosso fórum sobre visto americano
Abraço e boa sorte!

688 Comentários

  • Julio Sousa disse:

    Pessoal, hoje foi minha entrevista no consulado americano em Brasília e gostaria de agradecer as dicas do blog e relatar um pouco da minha experiência pra ajudar quem ainda vai passar por essa etapa.

    Agendei no CASV pra tirar foto às 9h15 e no consulado às 10h15. Cheguei um pouco atrasado no CASV (por volta de 9h25) e preocupado de não conseguir, mas ainda assim deu tudo certo.

    No próprio CASV, um agente muito educado pediu o passaporte e o formulário, entreguei um outro documento e ele: “Apenas os documentos que solicitei, por favor”. Lembrei das coisas que tinha lido aqui e foi bom também pra não errar na hora da entrevista.

    Tudo certo no CASV, saí de lá por volta de 9h40, meio desesperado, pois não sabia a distância entre o CASV e a embaixada. Por sorte (sim, foi sorte mesmo), ficava do lado (cerca de 7 minutos). Bem, chegando começa o nervosismo, antes mesmo de entrar na embaixada. Muita gente tensa, etc…

    Na parte de fora haviam poucas pessoas, mas minha surpresa foi enorme ao entrar na sala de espera. MUITA gente. Aguardei me chamarem e fui pra fila (na espera da entrevista).

    A atendente me colocou na fila e comecei a reparar a entrevista que estava acontecendo. O cônsul fazendo várias perguntas: “De onde você é? Pra onde você vai? Vai com quem? Onde você trabalha? O que seus pais fazem?”. Porém o rapaz estava muito nervoso, percebi pela voz dele respondendo as perguntas. No final, “Seu visto foi negado pelo motivo (que não consegui entender), leia esse folheto”.

    Chegou a minha vez e pensei pronto, vai ser negado. As perguntas foram:

    – C: Bom dia. Você vai pra onde?
    – Eu: Nova York.
    – C: O que você faz?
    – Eu: Sou Diretor Comercial e Desenvolvedor de Sistemas.
    – C: Há quanto tempo você trabalha na sua empresa?
    – Eu: Desde 2012.
    – C: Você conhece alguém nos Estados Unidos?
    – Eu: Não.
    – C: Coloque sua mão aqui. Boa viagem, seu visto foi aprovado.

    Não pediu um documento. Bom, eu vi eles negando visto para algumas pessoas e o que posso dizer sem sombra de dúvida é: a coisa que eles mais prestam atenção é no nervosismo e se você está respondendo de acordo com o formulário DS-160.

    Um abraço e espero ter ajudado.

  • Sandra disse:

    Gostaria de compartilhar minha experiência. Li e reli inúmeras vezes as informações sobre a entrevista e confesso que fiquei muito apreensiva.
    Fui solicitar meu visto aqui em Brasília para mim, esposo e duas crianças, preenchemos o DS 160, pagamos as taxas de $ 160,00 cada, agendamos o CASV num domingo, foi bem rápido o atendimento, e deixamos agendado para quarta dia 25/11 a ida ao consulado.
    Separamos todos os documentos possíveis, escritura de casa, documento de carro, meu imposto de renda, extratos bancários, declaração de escola das crianças e fomos. Eu sou professora e meu esposo corretor de imóveis, por este motivo tive receio, pois ele é autônomo.
    Estávamos agendados para às 08h45, chegamos ao consulado às 07h30, rapidamente fomos colocados na fila, lembre-se, só leve os documentos, bolsa não entra, celular muito menos. Rapidinho a fila andou. Na entrada no consulado, recolheram nossos passaportes e sentamos. Exatamente às 08h45 fomos chamados pelo nome para ir a fila da entrevista.
    O cônsul que nos atendeu foi bem simpático.
    As perguntas foram:
    Cônsul: Bom dia
    Nós: Bom dia!
    Cônsul: Vão para onde?
    Nós: Orlando
    Cônsul: Quantos dias?
    Nós: 10 dias
    Cônsul: Sr. Luis, coloque a mão esquerda no leitor.
    Cônsul: Sra. Sandra, coloque a mão direita no leitor.
    Cônsul: Já foram aos EUA antes?
    Nós: não
    Cônsul: Já tiveram visto antes?
    Nós: Não.
    Cônsul: Luís, o sr trabalha com o quê?
    Luís: Corretor de imóveis.
    Cônsul: Há quanto tempo?
    Luís: dois anos
    Cônsul: Tem curso superior:
    Luis: Sim
    Cônsul: Sandra, a sra é professora universitária?
    Sandra: Não. Sou professora de Ensino Médio.
    Cônsul: E esta renda de … é dos dois?
    Sandra: Não. Esta é a minha a dele é tanto: …
    Cônsul: Já foram para fora do Brasil:
    Luís: Sim.
    Cônsul: Para onde?
    Luís: Argentina e Uruguai.
    Cônsul: Ok. Boa viagem! Aproveitem os USA.

    Simples assim. Não pediu os documentos, porém, respondemos exatamente o que estava no DS 160.
    O legal é ir bem vestido, tirar em família, meninas, não ir parecendo piriguete. Vimos vários vistos sendo negados de jovens sozinhos especialmente.
    Espero ter contribuído!

  • Janaina disse:

    Oi..estive dia 30/11/15 visto negado

    Gostaria de deixar minha experiência no consulado
    eu e meu esposo fomos tirar juntos
    fomos no Rio de Janeiro no dia 29/11 fomos no casv tudo muito rápido lá nosso horário era 15:30 e fomos 12:15 e já entramos e tudo certo.
    no dia seguinte nosso horário era 12:15 chegamos 11:15 esperamos um pouco na fila depois entramos,pois as filas são feitas por horários agendando

    Entramos sentamos e esperamos mas um pouco e lá vamos nos

    Consul: Boa Tarde
    nos: boa tarde

    consul: Pra onde vão?
    nos:orlando
    consul: sr onde trabalha?
    meu esposo? empresa tal
    consul: oq faz lá?
    meu esposo:faço tal…
    Consul: sua empresa é multinacional?
    Esposo: não
    Consul:já viajou pra fora do pais?
    esposo: sim,paraguai
    consul:sra oq faz?
    eu: faço tal…
    Qual sua area?
    eu: minha area tal…
    consul: connhecem alguem no eua?
    nos: não
    consul qual a renda do casal?
    nos:tal…
    consul: tem filhos
    nos:não
    consul:casados?
    nos :sim
    consul qual pais foi viajar mesmo argentina?
    nos: não paraguai
    consul: moram com os pai?
    nos:naõ
    consul:tem casa propria?
    nos: sim
    digitou,digitou…..
    e disse infelizmente não se encaixam para entrar nos eua

    Obs… não pediu um sequer documentos…super antipático….não entendemos pois estávamos super tranquilo , ficamos olhando para ele a todo momento, não articulamos com maõs, ficamos focados nele e super tranquilos
    mas não foi dessa vez!

  • laryssa disse:

    Já o meu foi bem diferente.
    Eu levei todas as documentações necessária, estava super calma, ele me pediu alguns documentos eu entreguei. Tenho empresa, faço faculdade aqui no Brasil, isso que estou n meu ultimo ano, e só queria o visto pra viajar.
    E o que o agente falou : NEGADOO
    E sabe o por que ? por que ele disse que eu possuo vínculos muito forte o Brasil.
    Gente não é isso exatamente o que eles querem ? vínculos no Brasil, pois é pra mim eles fazem o que querem, vai da sorte.
    No meu caso tive 0 de sorte.

  • Luiz disse:

    Pessoal, Gostaria de relatar aqui como foi minha entrevista hoje (22/03/2016) no consulado americano em Brasília.
    Solicitar o meu visto e da minha filha de 13 anos que não precisa ir para a entrevista.
    Primeiramente sou MEI (Microempreendedor Individual), não levei DECORE (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos), mas levei minhas DASN (Declaração Anual do Simples Nacional) e extrato do banco para comprovar movimentação financeira.
    Estava apreensivo por não ter como comprovar minha renda. Mas fui na fé.
    Marcado para as 8:45. Cheguei as 8:00h já tinha umas vinte pessoas. Na entrada já sem celular, sem relógio, apenas uma balinha no bolso da calsa… entrei e segue-se aquele procedimento igual de aeroporto. Coloca tudo que tem no bolso numa caixinha para passar pelo raio x. coloquei chave do carro, o passaporte, o envelope e a balinha. Então tive voltar para deixar a balinha do lado de fora. Nem pode ser jogada na lixeira ali dentro. Ok, sai joguei a balinha fora e voltei.
    Passei novamente pelo raio x e lá na frente, na segunda entrada, deixa o passaport. Aguarda ser chamado pelo nome. Espera numa fila com umas cinco pessoas na frente. Tem uma divisória de vidro entre essa fila e os giches de entrevista. Nesse momento dá para ver quem é aprovado e quem é negado. Só no momento que estive na fila, por uns 10 minutos, vi três serem negados. Aí é que o coração começa a bater mais acelerado…

    Chegou a minha vez: passando para o outro lado da divisõria de vidro fiquei atrás de uma linha vermelha, a dois metros de distância de uma pessoa que estava sendo entrevistada. Essa pessoa também teve o visto negado. O Consul tinha uma cara de poucos amigos. A pessoa saiu arrasada e agora era minha vez mesmo.

    – C: Bom dia. – Eu: Bom dia. – C:Você vai pra onde? – Eu: Miami e Orlando. – C: você e sua filha? – Eu: sim. – C: O que você faz? – Eu: Sou Microempreendor e presto serviço de Analista de Sistema. – C: Há quanto tempo você trabalha prestando serviço? – Eu: 3 anos. – C: Você conhece alguém nos Estados Unidos? – Eu: Não. – C: tem família aqui no Brasil? – Eu: Sim, pai e irmãos – C: qual o motivo que o leva para Miami? – Eu: passeio. – C: porque nesse momento de câmbio alto? – Eu: comprei um pacote em junho de 2015 para viajar em setembro de 2016. Ainda estou pagando. – C: quanto você ganha? – Eu: XX,XX – C: você tem a Declaração de Imposto? – Eu:(ainda bem que imprimi na noite anterior) peguei a DASN de 2015 e mostrei.
    Ele ficou digitanto algumas coisas.
    – C: Coloque sua mão aqui. Boa viagem, seu visto foi aprovado.
    – Eu: Ufaaaaaa!!! (só pensei)

    Percebi que ele ficou preocupado com minha renda. Mas deu tudo certo. Sai de lá super aliviado.
    Bom, espero que esse meu relato possa ajudar quem ainda vai passar por isso.

  • Nathalia disse:

    Bom dia Pessoal.
    Vou contar minha experiência.
    Da primeira vez que fui tirar o visto americano, a uns 10 anos atras, fui com meus irmãos e minha mãe.
    Marcamos para ir todos juntos.
    Íamos para Orlando.
    Eu já trabalhava com carteira assinada, carro em meu nome, minha irmã também.
    Meu irmão mais novo na época tinha uns 15 anos não trabalhava ainda mas estudava.
    E minha mãe do lar.
    Nosso visto foi negado sem mais nem menos. O cônsul foi super grosso, antipático, e deu o visto apenas para a minha mãe e negou o de nós 3.
    Dizem que só pode solicitar novamente depois de 6 meses, mas eu como sou insistente depois de 1 mês estava la de novo e adivinhem?
    Meu visto foi concedido.
    Meus irmãos também foram cada um em um dia e também conseguiram.
    Acho que é muito de sorte, porque mesmo comprovando que tinha vínculos no brasil eles não deram o visto e quando fomos sozinhos com os mesmos documentos cada um em um dia nos deram.
    Vai entender rs.

    • Daniela disse:

      Nathalia, minha negativa é muito semelhante a sua, eu tive aprovaçao e meus filhos reprovação, há um ano.
      Agora vou tentar novamente pra minha caçula de 14 anos, gostaria de saber se vc informou na nova solicitação q seu visto havia sido negado.

  • Jose Romero da Silva disse:

    Não tive sorte aqui no RJ, estava super calmo, a agente do consulado foi acompanhando as respostas do DS 160 perguntou o que ia fazer em NY, com quem (meu irmão) perguntou o a data de aniversário dele (errei a data: falei 29/12/53 e era 27/12/52) e ela digitou algumas coisa no CPU, perguntou sobre emprego onde q quanto ganhava falei valor mais gratificações, ela perguntou o que seria essas gratificações, expliquei que eram por produtividade…. ela disse infelizmente seu visto foi negado, perguntei se podia dizer o motivo, ela: não temos interesse em te-lo como turista no US nesse momento pois eu não tinha vinculo forte no Brasil pra retornar.

    • Ana disse:

      Acho que depende mesmo do entrevistador. Quando fui tirar o meu, vi pessoas notidamente com mais condições e vínculos do que eu e foi negado.

  • DANILO TOFOLI disse:

    BOM, MINHA ENTREVISTA É NA QUARTA FEIRA, ESPERO QUE TUDO DE CERTO, VOLTO AQUI PARA MAIS NOVIDADES !

  • Karol disse:

    Minha experiência no consulado americano foi tranquila, eu estava com medo de que meu visto fosse negado, pois li algumas pessoas relatando sobre a negativa aparentemente sem motivo. Fomos eu e minha mãe ao consulado realizar a entrevista. O nosso formulário apresentava erro no campo do nome ( O preenchimento do nome deve ser feito exatamente igual ao do passaporte) e fomos encaminhados ao setor de correção para que o formulário fosse corregido.
    Após a correção fomos para a entrevista que foi tranquila. As perguntas foram : Para onde vão? Quantos dias irão ficar? Qual a intenção da viagem? Já foram para fora do país antes? Já tiveram visto antes? Tem família nos EUA? Quem pagará a viagem? O que faz?; A quanto tempo? Qual o salário mensal?
    Após as perguntas fixamos nossas digitais e por fim ele disse : “O visto de vocês foi aprovado”.

  • Caroline santos disse:

    Pessoal, hj foi i meu tão sonhado dia. Antes de tudo quero deixar claro a imprensao que tive aqui no consulado do rj. Todos os solicitantes ja chegam lá com o sim garantido em 100%. O que nós temos que fazer é sustentar esses 100%, só isso!! Pra mim o cônsul fez 3 perguntas: 1.Para onde eu iria? 2.Com quem eu iria? 3. E se eu trabalho? Visto aprovado e boa viagem!!!!!
    Para garantia levei todos documentos que comprovam o meu retorno ao Brasil. Levei declaração de ir, contrato de compra de imóvel, anuidade paga do meu registro profissional, e declaração dos meus 2 cargos como servidora pública.
    Finalmente vou tirar minha foto com o Mickey no Castelo da Princesa. Pra todos boa sorte!!!!!

  • fabio disse:

    Boa tarde pessoal. queria ver com vocês se podem me ajudar.. estou com entrevista marcado para dia 18 em Sao Paulo. quero ver com vocês sobre o extrato bancário. No caixa eletrônico so consigo tirar os últimos 45 dias.. ate peguei dos ultimos 90 dias mas ai foi pelo internet bank. alguem sabe me dizer se pode ser este do site do banco? ou caso nao possa, arrisco levar o extrato dos ustimos 45 dias somente.

  • natalia disse:

    Boa tarde, vou contar sobre minha experiência.
    Fomos eu e meu noivo, no dias estávamos muito tranquilos, nosso horário era as 08:30 mas fomos atendidos bem antes disso. Ao chegar no guichê fomos atendidos por uma mulher, que nos fez as seguintes perguntas: Pra onde vão; quantos dias; o sr. trabalha com oque?; a Sra. trabalha com oque?; a Sra. estuda; oque?; quando se forma; tem parentes nos Estados Unidos e ela disse: ‘ Infelizmente os senhores não estão aptos a entrar nos E.U.A mas isso não é temporário e pode tentar de novo quando quiser.
    só uma observação, quando ela nos perguntou se eu tinha parentes nos E.U.A ela eu neguei e ela disse “Nem tios, primos” neguei novamente e ela insistiu “nem conhecidos, nada ?’ neguei e ela não me concedeu o visto.

  • Fabricio disse:

    Galera bom dia,acabei de sair do consulado de recife,sou de salvador e escolhir o consulado mais perto.mais cedo fui no casv e lá foi bem rápido,ainda deu tempo de voltar pro hotel e depois ir pro consulado”peguei o hotel mais perto possível pra poder ir andando”.chegando lá tbem foi bastante rápido até ser chamado pra sala de entrevista,fui com minha esposa,a cônsul era uma mulher loira e estava fazendo muitas perguntas a um senhor que estava com o filho e querendo ver o outro filho que mora nos rua,mas no fim o visto deles tinha sido aprovados,chegou a minha vez:cônsul: casados? Nois:sim cônsul:vão pra onde?nois:Miami e Orlando cônsul:o senhor faz o que? Eu:empresário cônsul:em que ramo?eu:serviço cônsul:que tipo de serviço? Eu:manutencao e reparação de equipamentos hospitalares cônsul:a senhora? Minha esposa:atualmente ti estudando pra concurso cônsul:a renda do casal? Cônsul:o visto de vcs foram concedidos,confesso que tava meio nervoso mas não demonstrei muito e vi que o segredo é responder monossilábico e só o que ela pergunta,vi alguns serem negados e percebi que a galera queria explicar tudo sobre sua vida,espero te ajudado boa sorte a todos!

    • Rebeca disse:

      Olá Fabrício! Vi pelo seu depoimento que você tirou o visto em Recife em apenas 1 dia, moro em Fortaleza e me disseram que em Recife você precisa de 2 dias para a retirada do visto. Então é tranquilo tirar em apenas 1 dia mesmo né? Que bom! Um abraço!

      • fabricio disse:

        Olá rebeca desculpa a demora,consegui sim fazer tudo em apenas um dia,uma dica:solicitei uma ajuda a uma empresa de vistos que me auxiliou a inclusive conseguiu agendar tudo pro mesmo dia,além disso eles te auxiliam c o seu perfil e preenchem o ds160,fica.muito mais fácil,espero poder ter ajudado a tempo,Boa sorte

    • Raquel disse:

      Fabrício, eu também estou estudando para concurso. Fico super apreensiva por isso. Não sei se o cônsul iria entender. Mas agradeço pela contribuição. Ajudou muito.

    • José Dantas disse:

      Fabrício, você conseguiu fazer todo os procedimentos em um dia? Você e sua esposa foram entrevistados na mesma hora ou em momentos diferentes?

      • fabricio disse:

        Ola José,as entrevistas são feitas em família,no caso se vc tiver uma companheira eles ja consideram como família,não precisa ser casado,e fiz sim tudo no mesmo dia,uma dica:procure uma empresa de vistos e elas vao te auxiliam em tudo,espero ter ajudado,Boa sorte!

  • Denis disse:

    Gostaria de falar sobre meu visto, fiz a entrevista hoje, muito cheio o consulado americano, vi negando visto de muitas pessoas, mas vi aprovação em maior quantidade, alguns aspectos observei, estavam negando mais de pessoas com pouca e idade e pessoas com mais idade, exemplo, jovens de 18 a 22 anos e pessoas com mais idade tipo 50 anos, vi algumas pessoas muito nervosa e todas elas foram negado, se eu percebi imagina eles, em todos os casos não vi pedirem documentos algum para nenhum dos entrevistado, reparei muitos nas roupas de pessoas, vi um rapaz de camiseta regata, logo imaginei negado, e dito e feito, vi uns meninos jovens com social, algo que não fazia parte do estilo, pessoal não precisa ir social, eu fui de calça, tênis, uma blusa da oakley, roupas que faz meu estilo.
    Minha entrevista foi assim:
    Consul: bom dia
    Eu: boa tarde (pois deveria ser umas 14:00)
    Consul: pra onde vai
    Eu: Orlando
    Consul: o que faz?
    Eu: trabalho em tal coisa
    Consul: vai com quem ?
    Eu: primos
    Consul: o que sua mãe faz?
    Eu: aposentada( não sei pq falei isso, minha mãe não eh aposentada, ela ficou escrevendo um tempo no pc, pensei que merda que falei. )
    Consul: mora aonde ?
    Eu: tal lugar
    Ela ficou digitando, digitando.
    Ok aprovado.
    Galera, nao fiquem nervosos, ou não transmita.
    Confie em Deus, se ele quiser ele vai conceder.
    Obrigado ao site me ajudou muito, eu li diversas vezes esse site, cada comentário

  • Marcelo disse:

    Fiz a entrevista na terça-feira (12/04) no Consulado Americano do RJ… (Para quem vai fazer lá é melhor descer no SDU e pegar um táxi, que custa R$ 10,00).
    A entrevista foi super simples. Levei uma pasta cheia de documentos, meus e da empresa do meu pai. O cônsul fez apenas 3 perguntas pessoais sobre faculdade (já me formei em janeiro), trabalho, e quanto tempo ficaria lá!
    Obs.: Fiquei uns 10 minutos na fila e só vi um visto sendo negado. E o de uma moça que eu achei que seria foi aprovado, dai relaxei, pois eu estava na fila do mesmo cônsul que a atendeu! hehe

    “Ok, visto aprovado! Boa viagem!”

  • PAULO WESLLEY DE ANDRADE DUTRA disse:

    Bom dia gente, que ótimo que encontrei essas experiencias, vou contar a minha, fui no Consulado em Brasília na terça dia 12/04/2016 e tive me visto negado, detalhe trabalho no Banco Bradesco a 11 anos mas nem perguntaram, coloquei que vou pra Disney com meu irmao e irma que ainda nao tem passaporte ou visto, eles me perguntaram renda eu informei e é uns 8 mil, enfim, tinha tudo pra ser aprovado e não foi, apos muiitas pesquisas comprovei que o que pega é nervosismo, mentira, e PRINCIPALMENTE

    • PAULO WESLLEY DE ANDRADE DUTRA disse:

      …e PRINCIPALMENTE DO CONSUL QUE TE ATENDE, O MEU JA TINHA NEGADO 4 VISTOS ANTES DE MIM, A MULHER DO LADO CONSUL APROVOU VARIOS E ERA MUITO SIMPATICA AO CONTRARIO DO MEU.

      • Marcos Bueno disse:

        Eu acho que é isso mesmo. Uma grande loteria. A gente fica pensando que eles tem um sistema de alto nível quando na verdade, devem sortear quem passa e quem não passa. Um absurdo reprovar alguém com 11 anos na mesma empresa com emprego fixo. Qual é a lógica disso ????

  • Bianca Monique disse:

    Olá. Tive meu visto negado 3 vezes 2012 e 2013, solicitei o visto f1 estudante, fiquei nervosa, mostrei documento tudo que não pode fazer. Na época meu nome estava no protesto será que isso teve a ver tb? Agora estou trabalhando com carteira assinada ha 1 ano e 2 meses e ganho 1200,00 mensais. Marquei minha entrevista para proximo mes. Estou ansiosa,será que vou conseguir meu visto de turista? tenho uma tia la que é cidadã americana. colquei q eu estou custeando minha viagem, o que acha? O valor é baixo, ja tive o visto negado
    Responder

  • Ayslan disse:

    Oi pessoal, vou contar aqui minha experiência, pois acho que irá ajudá-los a não passar os perrengues que eu e minha esposa passamos. Nosso horário estava agendado para 8h20, porém chegamos bem cedo (antes da abertura do portão) no consulado de SP, pegamos a fila e fomos na fé, logo no portão a guarda achou um cabo de carregador na bolsa da minha esposa e não nos deixou entrar, beleza… estava cedo e fui guardar o carregador no carro, voltando no consulado, pegamos a fila da triagem e após alguns minutos já estávamos sendo revistados na parte interna, foi aí que acharam um chaveirinho do Mickey que acende a luz, na bolsa da minha esposa, rs… resultado, tivemos que sair do consulado por causa disso, resolvi então pagar um guarda volumes, por R$ 14,00… mas quando voltamos no consulado, não pudemos ir direto, tivemos que pegar toda a fila novamente, nisso já era 8h00, pensei que não fosse dar tempo, etc, mas por fim conseguimos entrar para entrevista. Quando chegou na nossa hora, minha esposa estava muito tensa (quase chorando), e começaram as perguntas: Cônsul: Bom dia Nós: Bom dia | Cônsul: Irão para onde? Eu: Miami e Orlando | Cônsul: Quantos dias ficarão lá? Eu: 10 dias | Cônsul: Trabalha com o quê? Eu: Sou Microempreendedor, faço isso, isso e isso | Cônsul: Quantos clientes possui? EU: Possuo X Clientes | Cônsul: Quanto sua empresa faturou no mês passado? Eu: Faturou X | Para minha esposa já tinha perguntado o que ela fazia (minha esposa é professora de inglês), mas depois que eu respondi minhas perguntas, a moça começou a perguntar para minha esposa em inglês, kkkk… ela já estava nervosa, quase não conseguiu falar, momento tenso, mas depois que elas conversaram, a última coisa que ouvi foi: “Seus vistos foram aprovados”. Ufaaa… dica, mulheres, deixem a bolsa no carro, ou aluguem um guarda volumes para deixar os pertences, não demonstrem nervosismo, respondam de forma objetiva e com segurança e se vocês mencionarem que falam inglês, talvez sejam testados.

    Espero ter ajudado, boa sorte.

  • Gean disse:

    Se eu for viajar em periodo de aulas da minha filha tem algum problema.

  • Elias disse:

    Bom dia, fiz a entrevista ontem à tarde no consulado do Rio de Janeiro. Ao contrário do que imaginei, foi muito tranquilo, inicialmente estava apreensivo porém calmo, as duas pessoas que me antecederam com o mesmo Cônsul, tiveram seus vistos negados, uma pessoa que foi entrevistada ao lado também teve negado, porém suponho que eu estava muito seguro, e o entrevistador foi muito simpático. Me perguntou o que eu faço, quantas pessoas trabalham comigo, onde moro e com quem vou viajar, na primeira pergunta, ele me perguntou algumas coisas voltadas para o meu seguimento profissional, e nessa mesma pergunta eu tive a certeza de que meu visto seria aprovado por conta da interação que tivemos. Foi super rápido e tranquilo. Uma dica: seja sempre você mesmo, mantenha a calma e seja simpático.
    Desejo sorte aos que irão fazer a entrevista e espero ter ajudado.

  • Celso lopes ribeiro ferreira disse:

    Bom dia, entao pessoal, fui no mes de março em brasilia tentar o visto, no casv e até a entrada da embaixada foi tudo normal, na hora da entrevista estava nervoso porem sem demonstrar, tenho todos os requisitos que eles pedem, empresa (mei) imóvel, carro, filhas,e casado, porem fui tirar só pra mim, na hora da entrevista me perguntou pra onde iria, dise orlando, no formulário disse que iria sozinho, para o cônsul disse que ia com amigos, me perguntou qto tempo minha empresa existia, disse o tempo a ele, e qtos funcionários tinha, respondi tbm, me perguntou onde trabalhava antes, coloquei no formulário que trabalhava em um hospital estadual, porem qdo eu fui responder ao cônsul disse que era secretaria estadual d saúde, ele digitou digitou e negou, imagino que possa ter negado pela divergência nas respostas.

  • Marcos Bueno disse:

    Hoje, dia 19/04/2016 minha sobrinha teve o visto negado pela segunda vez em um mês em São Paulo. Não dá para entender. Iríamos em 4 pessoas. Eu, minha esposa e irmã que já temos o visto e minha sobrinha formada, 38 anos, que possui emprego há 4 anos fixo, comprou apartamento no ano passado e apresentou a escritura, apresentou declaração do empregador, passagens, reservas de hotel, tudo certo para ir e voltar e…. recusado. Estão recusando muita gente agora em abril.

  • Sandro disse:

    Hoje, dia 20/04/2016, fui fazer a minha entrevista com o Cônsul aqui no Rio de Janeiro.
    Cheguei com antecedência no consulado e assim que entrei na fila fui informado que não poderia entrar com o celular. Já comecei a ficar nervoso por causa disso. Na frente do consulado, ficam algumas pessoas fazendo o famoso “guarda volume”. Deixei meus celulares com ele e tive que pagar a quantia de R$ 10,00 cada um. No final da entrevista, você pega o celular e paga. É confiável.

    Bem, depois disso entrei e fui direto para a parte da triagem do passaporte. Depois de alguns minutos sou chamado para a entrevista com o Cônsul. No meu caso, foi uma mulher. Muito simpática e atenciosa. E lá começamos:

    Cônsul: Bom dia! Eu: Bom dia; Cônsul: Vai pra onde: Eu: Nova York; Cônsul: Com quem: Eu: Primos; Cônsul: Trabalha aonde: Eu Numa empresa de TV; Cônsul: Vai fazer o que lá: Eu: Passeio;
    Cônsul: Não é à trabalho? Eu: Não, Passeio. Ela digitou e digitou e falou: Ok seu visto foi aprovado.
    Eu: Ufaaaaaaaa!!! Que sensação maravilhosa!

    Não me pediu nenhum documento. Foi muito rápido.
    Sigam essas dicas que todos estão colocando que tudo vai dar certo.
    Não fiquem nervosos!! Mantenham a calma e só responde o que eles perguntarem.

    Boa sorte!!!!

  • Rodrigo Alves disse:

    Estive no consulado do americano do Rio de Janeiro no dia 19 de Abril com minha esposa e tivemos nosso visto concedido, foi bastante tranquilo. O cônsul me fez as seguintes perguntas:

    C- Bom dia.
    Eu – Bom dia
    C- Desde quando você trabalha na sua empresa e o qual o ramo de atuação?
    Eu – Sou sócio-diretor na empresa á 14 anos e atuamos na área de prestação de serviços e peças elétricas.
    C- Quantos funcionários você tem?
    Eu – X
    C- O que sua esposa faz? ( perguntou a ela )
    Ela – Sou Bancária e trabalho no Banco do Brasil
    C – Qual o motivo da viagem?
    Eu – Turismo
    C- Pra onde vão?
    Eu – Las Vegas
    C- Seus vistos foram concedidos, boa viagem.

    O segredo sem dúvidas é manter a calma e responder de forma objetiva e clara, sempre de acordo com o que foi preenchido no formulário DS-160.

    Levei uma pasta transbordando documentos, não me foi pedido absolutamente nada.

    Boa sorte a quem vai tentar o visto.

  • Kátia disse:

    Gostaria de uma ajuda, se possível. Irei na próxima semana na entrevista no consulado, irei viajar com meu namorado e os pais dele. Coloquei no formulário que eu iria pagar minha viagem, porém minha renda nao é muito alta… Se a Cônsul perguntar quem pagará minha viagem, como posso responder informando que eu irei pagar os custos da passagem e passeio, e os pais do meu namorado pagarão a hospedagem e a alimentação? Se eu falar desta maneira estaria me explicando demais? O que me aconselharia? Meu medo de falar que eu iria pagar e ponto, é que minha renda é baixa…. Agradeço!!

  • vanderleia de oliveira vitor disse:

    gostaria de agradecer pelo blog, dia 22/04/20016 foi a entrevista com a minha filha de 15anos e comigo consul:bom dia ,nos bom dia consul:vai p/ onde ,minha filha disney , consul tem alguem conhecido no usa , nos nao, consul: vai com grupo , nos sim, consul quem vai pagar sua viagem ,minha filha minha mae consul: tem como vc comprova com extrato bancario ou declaraçao de imposto de renda ,eu entrguei os documento que ela pediu, consul qual sua profissao , eu tal consul para minha filha coloca seu 4 dedo direito para tirar a digital e entregou um papel dizendo q o visto foi aprovado, foi bem tranquilo graças a Deus.

  • Lucas disse:

    Olá, coloquei no meu formulário DS-160 que além dos dois idiomas que tenho domínio, falo inglês também. Porém o meu inglês é aquele turístico. Tudo bem que eu fiz fisk uns 3 anos e tal, mas eu não tenho muita segurança, como os outros dois. Quais as chances da entrevista ser feita em inglês? Estou com receio de ser negado por nn ter um “bom inglês”

  • Matheus disse:

    Gente, antes de conta como foi minha entrevista, queria agradecer a toda equipe do visto rápido
    pelas dicas maravilhosas que postam aqui e também a todos os leitores que postam suas experiências, tanto negativas quanto positivas.

    Bom, minha entrevista estava marcada para dia 19 de abril no consulado do rio de janeiro.
    Eu estava bem ansioso e conversando com algumas pessoas do lado de fora do consulado tive a impressão que também estavam bem nervosos. Eu vi pessoas saindo do consulado em prantos e tremendo de tanto chorar. vi pessoas nervosas e vi muita gente feliz também.
    Percebi que no dia 19, jovens da minha minha faixa etária mais ou menos 21 anos, estavam saindo com o visto negado.
    Me deu um no na garganta antes mesmo de entra e o povo ria muito de mim e graças a Deus tinham pessoas incríveis que eu nao conhecia perto de mim que me acalmaram.(trocamos whats e facebook rsrs

    Entrando no consulado meu nervosismo durou apenas ate a triagem, e na sala de espera passa um vídeo mostrando as paisagens dos EUA e todos seus encantos. O que me deixou com mais vontade de conhecer.
    Na hora que fui para a fila da entrevista, vi que tinha um cônsul que estava negando muito. Mas acredito que não foi de má vontade, pois as pessoas que estavam indo nele estavam bem tensas e não tinham tantos documentos. Não fui nele, fui em um outro que eu nao estava observando se ele estava negando ou concedendo.

    Bom chegou minha vez e na hora que o cônsul me chamou um homem veio ate ele e começaram a conversar eu esperei ele me chamar. Nesse momento falei diretamente com Deus. -Deus me abençoe! que esse consul não me veja mas veja o senhor em mim. me abrace Jesus. (em pensamento)

    Gente meu medo passou e foi ótima minha entrevista
    Cconsul: Bom dia Matheus, tudo bem? / Eu: Bom dia, estou bem e o senhor?
    Consul: Bem. Para onde quer ir. / Eu: Nova York. / Consul: Oque vai fazer lá?
    Eu: Turismo e compras / Consul: Quanto tempo pretende ficar? / Eu: 5 a 7 dias/
    Consul: Com quem vai? / Eu: Estou esperando aprovação do meu visto antes de me programar. /
    Consul: Quem vai bancar sua viagem? / Eu: Meus pais. / Consul: o que eles fazem?
    Eu: meu pai aposentado e minha mãe trabalha numa empresa do grupo fiat.
    Consul: O que você faz no brasil? / Eu: estudo

    Ele ficou digitando e olhou pra minha cara e perguntou

    O que você estuda / Eu: Estudo contabilidade na Puc.
    Ele sorriu e volto a digitar, fez caras e bocas mas creio que foi brincando comigo rsrsrs
    Todos são muitos simpáticos e um era lindo kkk

    ele pego um papelzinho pequeno me entregou e falou :

    Matheus seu visto foi aprovado! Seja bem vindo ao Estados Unidos, faça uma boa viagem!

    Gente gritei por dentro de felicidade.

    Eu me despedi em inglês falei com ele

    Thanks, have a nice day! / Consul: Thanks.

    nao foi me solicitado nenhum doc. Acho que quando você entrega nas mãos de Deus e é verdadeiro no que diz você consegue. minha impressão foi que todo mundo é capaz de conseguir basta falar a verdade e er sincero. Pois eles percebem quando você esta sendo claro e verdadeiro.

  • Fabiana disse:

    Boa noite,

    Ocorreu um erro na data de nascimento (apenas no ano era 87 e está 88) no meu formulário DS160! Tem como arrumar, por conta desse erro meu visto pode ser negado?

  • Tatiana Trigo Vanzo disse:

    Boa noite! Gostaria de compartilhar aqui meu acontecimento, tenho viagem para Disney marcada dia 05/05/2016, estive no consulado aqui de São Paulo na segunda-feria dia 25/04. Levei todos meus documentos o consul me fez somente 4 perguntas.. Para onde eu iria, com quem eu residia, minha profissão e minha renda, respondi tudo que me perguntou e e nem sequer solicitou nenhum documento, me entregou uma carta rosa que é do visto negado 214B. Sai sem entender nada, pois foi a primeira vez que fui ao consulado e não sabia como proceder diante essa situação. Enfim, fiz todo o processo novamente e minha entrevista está marcada para sexta dia 29/04/2016. Gostaria de saber se tem alguma dica para me dar, que eu tenha meu visto concedido, como devo proceder? Muito obrigada Tatiana

  • Enio disse:

    Vou com a familia eu esposa e 2 filhos já de maior, preenchi minha DS 160 ontem e lá pergunta se vai mais pessoas comigo coloquei o nome de cada um da família a petg um nota e.:? Tenho que fazer ds 160 individual pra cada um

  • Andrei disse:

    Boa noite!
    Tive a minha entrevista no consulado hoje (29/04/16) e como o conteúdo da página e as respostas aqui me ajudaram, devolvo a gentileza fazendo o meu resumo do dia.

    Fiz no Rio de Janeiro, juntamente com minha noiva e meus pais. Estava agendado para as 11h45min, mas como vim do RS cheguei uma hora antes. Esperei até a formação da fila no meu horário, me dirigi até ela e segui adiante conforme iam orientando.

    Antes, preciso falar do guarda-volumes. Não há nada do tipo dentro do prédio. Você já precisa entrar sem sua mala, celular, etc. Eu utilizei um guarda-volume onde tem um chaveiro junto, que fica na direita da porta de saída do consulado (porta giratória). Deixei mala, bolsa, etc, e estava tudo certo ao final.

    Bom, depois de entrar no consulado e passar pela revista (tipo aeroporto), eu, minha noiva e meus pais fomos direcionados juntos imediatamente num primeiro balcão, onde escanearam os códigos de barras que colaram no passaporte e também fizeram a conferência das impressões de digitais.

    Depois, ficamos sentados aguardando sermos direcionados para a fila da entrevista por uns 30 minutos. Quando fomos para a fila, foram mais 20 minutos de pé, onde é possível ver as reações e funcionamento das entrevistas.

    Quando estávamos ali, aparentemente metade tinha o visto aprovado e a outra metade não. Não fiquei muito apreensivo porque levei tudo certo e não estava mentindo em nada.

    A ideia de tirar o visto meu e de minha noiva era porque queremos passar a lua de mel em NY. Meus pais foram juntos para aproveitar a companhia até o Rio e talvez viajarem para lá no final do ano.

    Enfim, na hora da entrevista entramos os 4 juntos. A mulher foi simpática, apesar de ter acompanhado ela negar o visto para muita gente. Pediu no que cada um de nós onde trabalhávamos. Eu falei que sou advogado, minha noiva disse que é microempresária, meu pai disse que é policial militar aposentado e atualmente advoga e minha mãe disse que é do lar.

    A atendente pediu quando pretendíamos viajar. Respondi que eu e minha noiva pretendíamos passar lua de mel em junho em NY. Meu pai respondeu que tem intenção de ir até lá final do ano.
    Depois ela perguntou quantos funcionários a empresa da minha noiva possuía. Ela respondeu que nenhum. Por final, perguntou se eu trabalhava sozinho. Respondi que não, que trabalho com meu pai e mais dois colegas. Logo após ela já disse que nossos vistos haviam sido aprovados.

    Foi tudo muito tranquilo, não é coisa do outro mundo. Só ir com esta ideia, sem mentir em nada no formulário, responder o que lhe é perguntado e ir devidamente apresentado.

    O maior motivo que vi em pessoas que tiveram o visto negado é que algumas declararam no DS-160 que conheciam alguém residente nos EUA. Um casal onde escutei que ele era funcionário publico, ela também era empregada e citaram conhecer alguém que residia lá. Nem iriam visitar esta pessoa, pelo que comentaram com o atendente. Mas, após isso ele fez muitas perguntas, pediu documentos, etc. Como eles estavam com tudo certo, tiveram os vistos aprovados.

    Em outro caso, vi uma menina que disse que trabalhava em uma agência de publicidade em São Paulo, que era onde residia. O atendente perguntou porque ela não optou em fazer a entrevista em SP. Ela respondeu que o namorado residia no RJ e como estaria o visitando na época faria a entrevista ali. Nem lhe foi pedido mais nada, teve o visto negado.

    Outra mulher, declarou que o irmão mora nos EUA há muitos anos. Não demorou para negarem o visto. Detalhe que esta mulher estava bem piriguete.

    Havia bastante estudantes chegando juntos também. Ficaram por muito tempo nas filas e nas entrevistas. Num grupo que acompanhei eles foram convidados a sentar novamente e seriam chamados posteriormente. Não vi o resultado desses porque sai antes, mas que estava tenso estava.

    Não há mistério. Acho que preencher pessoalmente e estudar o formulário DS-160 ajuda a entender todo o procedimento.
    Importante é lembrar que eles querem que você vá para os EUA e impulsione a economia deles. Mas o que mais querem ainda é que você volte. Por isso é importante os vínculos com o Brasil (emprego, imóveis, família, etc).

    Boa sorte a todos!

  • Isadora disse:

    Olá, pessoal
    Vim aqui compartilhar minha entrevista pra ajudar aqueles que tem o mesmo perfil que eu (jovem, estudante, solteira, viagem custeada por pai).
    Fiz a entrevista em Recife.
    Perguntas: o que faz? Sou estudante.
    Qual curso? xx
    Qual uni? Xx
    Quando se forma? Entre maio e junho de 2017.
    Coloque sua mão esquerda no leitor.
    E continuou…
    Já teve fora do país? Sim
    Pra onde? EUA
    Onde ficou? Nova Iorque.
    O que fazia? Estudei em uma uni.
    Onde? Uni. Xx
    Pra onde vai? NY
    De novo?pq? Conhecer lugares que não tive tempo de conhecer anteriormente, mas basicamente turismo e compras.
    Quando se forma? ( ela perguntou 2x)
    E respondi da mesma forma.
    O que pretende fazer depois? Fazer uma pós na mesma universidade que estudo.
    Digitava , digitava…entre uma pergunta e outra.
    Visto concedido.
    Não me pediu nenhum documento.
    Dicas: ficar o mais calmo possível,
    Passar segurança,
    Responder brevemente,
    Responder de acordo cm DS,
    Não mentir,
    Olhar apenas nos olhos,
    Ir bem vestido.

    Boa sorte a todos!!!

  • Graziele disse:

    Olá! Depois de ler alguns dos vários depoimentos aqui descritos, resolvi compartilhar da minha experiencia com meu marido. Nós fomos até o consulado do Rio de Janeiro em novembro de 2015. Antes da data da entrevista, busquei por uma agencia de turismo aqui de Curitiba para preenchimento do formulário em inglês e agendamento da entrevista no Rio, a qual todos os meus parentes já tinham passado, então era uma agencia familiar para mim. Na agência, eu fui com o formulário já preenchido, porém a agente de turismo me aconselhou a alterar uma resposta do formulário:
    – no formulário perguntava se seus pais estão nos EUA, eu havia respondido que sim, eles estavam a turismo e dentro do período de legalidade. A agente me aconselhou a marcar NÃO, pois segundo ela, minha justificativa (turismo) não se enquadrava nas opções ali descritas. Estranhei ela dizer isso, pois assim eu estaria mentindo, mais confiei nela…
    Meu pai disse várias vezes para mim, marque a mesma entrevista para vc e teu marido juntos, no mesmo guichê, porém a agente de turismo disse que não era possível, só seria possível se nós já fossemos casados.
    Até aqui contei, para depois do desfecho final, ouvir a opinião de alguém…
    Chegou o dia de ir na entrevista, eu naturalmente, estava muito nervosa, tentando relaxar a todo momento… aguardamos uns 20 minutos na fila para o lado de fora, até que entramos. Já la dentro, aguardamos mais uns 10 minutos e então eu fui primeiro. As perguntas feitas foram: Vai para onde? Vai com quem? O que vc faz? E já na sequencia da ultima pergunta, ela imprimiu a folha e disse que infelizmente seu visto foi negado. Ok. Então foi meu marido, no mesmo guichê, ainda nós não eramos casados, na epoca eramos noivos, com data de casamento agendada para 03/02/16, enfim, a consul perguntou pra ele: vai pra onde? qual o motivo da viagem? Essa moça que passou agora aqui era sua noiva? ele respondeu que sim, então ela disse a ele: “acabei de negar o visto dela e terei de negar o seu também, por que não vieram juntos? separado a gente não gosta.”
    Agora lhes pergunto… teria a agente de turismo nos prejudicado? Eu acredito, que eu ja estava com o visto negado antes mesmo de passar pela entrevista, pois a agente de turismo em induziu a mentira, quando disse que eu deveria marcar a opção que meus pais não estavam la, sendo que eles estavam sim e pior, ainda dentro do prazo da legalidade! não tinha pq dizer que eles não estavam… e também ela poderia ter agendado a mesma entrevista para nós dois juntos. Ao meu ver, a consul uniu as informações e mais o que ela disse ao meu marido, deve ter concluído que nós estávamos agindo de má fé.
    Agora tenho muito receio de tentar o visto novamente, pois agora sim meus pais continuam lá, porém fora da legalidade. O visto deles é de turista com validade de 10 anos, porém, a cada viagem pode permanecer no máximo 6 meses e hoje eles já extrapolaram esse prazo… Não sei o que faço, tenho a intenção de tentar esse visto novamente. somente no 2º semestre do ano que vem. Alguém me ajuda, me da uma dica, sei lá… Meus irmãos já tem visto, vão ver meus pais em agosto de ano e eu esse ano fará um ano sem os ver :(

    • Sarah Amelia disse:

      Graziele, não acredito que a agencia tenha agido errado, mas se vocês moram juntos, deveriam ter feito a entrevista juntos para melhores resultados, se for tentar novamente, faca a entrevista juntos, ate namorados fazem juntos, isso não tem problema nenhum, sobre a rejeição, não sei dizer exato, pois não sei sobre os vínculos de vocês.

  • mazinhosilverio disse:

    Fui ontem lá e tive meu visto negado por que ele viu que eu tenho uma irmã lá e ela foi ilegal pelo México então ele falou que não acredito que vc vai voltar por isso não me concedeu o visto queria saber se posso tentar de novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>